O café da quarentena

Aqui em Santa Catarina, a quarentena começou um pouco antes que o restante do país e coincidiu bem no meio do cronograma da obra do apartamento que vamos morar em breve.

O governador proibiu, logo de cara, os serviços básicos que precisávamos, como eletricistas, encanadores e demais instaladores – que já estavam contratados.

A internet e a energia elétrica nós já tínhamos instalado, e era só o que havia no apartamento. Tive que montar um home office improvisado ali mesmo, já que o prédio onde moramos hoje tem internet predial, compartilhada e lenta.

Me instalei perto de uma janela – pois não tínhamos luminárias – e logo no primeiro dia de trabalho remoto, já percebi uma melhora significativa na minha produtividade, pois a conexão não caia e eu conseguia ficar focado. Antes, a cada meia-hora tinha que ir até o corredor para reiniciar o modem do prédio.

Por volta das 10h, me caiu a ficha. Deu fome – e vontade de tomar um café. Lembrei de uma padaria, ali perto. O decreto estadual não permitia manipulação local, ou seja, só deveria ter pãozinho ensacado. Fui buscar um.

Tinha um casal em uma mesa, esperando algo para comer – lembrando que o decreto não permitia isso também.

Leiam também:

Adega ou máquina de café?

A vida não é só café

Barista profissional

Não resisti e perguntei pra atendente:

– Vocês fazem café pra levar?

Ela respondeu:

– O senhor pode tomar aqui mesmo.

– Ah! Ok! Respondi.

Ela fez um café no coador de pano. Tomei e sai de lá feliz, mas com a sensação de ter cometido um delito. 

À noite, quando cheguei em casa, comentei sobre o caso e fui repreendido pela família, ameaçado de isolamento total.

No outro dia, sai cedo e esqueci de levar comida. Às 10h, me bateu a abstinência, corri lá na padaria. Mas dessa vez cometi somente MEIA transgressão. Perguntei se tinham embalagem pra levar o café. Ela disse “Sim” e fez @umcafezinho.

Na hora que me entregou, arrematou: “Só não tenho a tampinha”.

Eu estava de carro, para minimizar a convivência social. Então coloquei o copo numa sacolinha amarrada em volta. 

Quando cheguei ao apartamento vazio, abri a sacolinha, minhas mãos e a mesa ficaram muito sujas de café. Tomei o que sobrou no copo. E fui embora, pois lá ainda não havia pia, nem torneiras, nem chuveiro.

Voltei no outro dia, com um detergente, um balde, um pacote de bolachas e uma garrafa térmica bem cheia. Advinhe de quê?

Lembrando que este cronista é hipertenso e que na infância teve bronquite. Só descumpri as medidas de isolamento social por causa do café. Mesmo assim me sinto constrangido com essas duas infrações. 

Marcelo Lamas é cronista. Autor de “Papo no cafezinho”, livro em trabalho de parto.@marcelolamasbr
marcelolamasbr@gmail.com

Photo by Dimitri Bong on Unsplash

Esfoliante caseiro com café faz bem?

O papo de hoje é sobre beleza e café. Sim, você pode usar a borra do nosso amado cafezinho em prol do seu bem-estar de uma forma simples, fácil e barata. Existem várias receitas de esfoliante caseiro com café, mas, antes, você precisa ter motivos para fazer em casa, certo? Vou te dar alguns:

Esfoliante caseiro com café é bom?

A primeira vantagem de usar o esfoliante caseiro com café é que o custo do produto acaba saindo por um valor muito inferior com relação aos encontrados no mercado e nem por isso é menos eficiente. Além disso, ao preparar o esfoliante caseiro com café em casa, usando a borra, você vai reaproveitar algo que seria imediatamente descartado e colabora com o meio ambiente, considerando que também é um produto natural. Imagine que se fosse comprar um esfoliante em uma perfumaria, por exemplo, você teria mais uma embalagem para descartar. Pode parecer pouco, mas faz a diferença.

Você vai gostar de ler:

Para acrescentar a essas vantagens, tem os benefícios do esfoliante caseiro com café para a pele. A borra do café carrega propriedades antioxidantes, o que tende a retardar o envelhecimento do maior órgão do corpo humano, a pele. A esfoliação, por sua vez, colabora para limpar os poros e deixar a pele mais lisinha, ajudando a retirar as células mortas. Esfoliar a pele colabora bastante também para o tratamento de acnes.

Já reparou na hashtag #CoffeeScrub no Instagram?

A esfoliação feita com café tem tomado conta das redes sociais. Recentemente, a Revista Marie Claire da França publicou uma matéria falando justamente sobre a tendência do #CoffeeScrub que, em português, significa esfoliação de café.

Segundo a matéria, existe a polêmica de que a borra do café seria eficiente, inclusive, para ajudar melhorar o aspecto da celulite e até a emagrecer, mas especialistas confrontam essa afirmação. A entrevistada reforça que “a esfoliação permite retirar as células mortas e possibilitar uma melhor penetração dos ativos na pele. Se aplicar um redutor de medidas ou anti-celulite após a esfoliação de café, isso pode aumentar a eficácia do produto”.

O tema é polêmico e não impede o lançamento de produtos desse tipo com promessas mil. Uma delas é a marca australiana Body Blendz, que defende que a esfoliação natural é elaborada com uma grande quantidade de grãos de café de alta qualidade misturados a óleos essenciais e, por isso, pode, sim reduzir a celulite graças à sua ação em duas etapas.

Quer sugestões de receitas para fazer em casa e tirar suas próprias conclusões? Aí vai:

Receitas de esfoliante caseiro com café

1 . Ingredientes: 1/4 de xícara de chá de azeite de oliva, 1/3 de xícara de chá de açúcar mascavo e 3 colheres de sopa de borra de café. Modo de preparo: Junte todos os ingredientes em um recipiente e misture até que fique homogêneo.

2 . Ingredientes: 1 colher de sopa de iogurte natural e 1 colher de sopa e borra de café. Modo de preparo: misture os dois ingredientes até ficar homogêneo.

3 . Ingredientes: meia xícara de chá de borra de café e 3 colheres de sopa de mel. Modo de preparo: misture até formar uma pasta homogênea.

Antes de aplicar, lave o rosto com água fria e o sabonete indicado para o seu tipo de pele.

Aplicação: pegue a mistura escolhida com as pontas dos dedos e aplique sobre o rosto ou o corpo fazendo movimentos circulares suaves por uns 2 minutos e, em seguida, enxague. Se a mistura estiver muito áspera, de acordo com os ingredientes, tenha um pouco mais de cuidado com a pele do rosto, já que ela é mais sensível. É recomendado que a aplicação de qualquer uma das receitas seja feita duas vezes na semana, no máximo.

Leia também:

Vale lembrar que todas essas dicas não dispensam uma consulta com um dermatologista. Cada pessoa tem um tipo de pele e só um exame feito por um profissional pode assegurar a eficácia de tratamentos estéticos e de saúde.

Já fez esfoliante caseiro com café antes? Gostou do que leu aqui? Quer acrescentar algo? Conte nos comentários e compartilhe nas suas redes sociais usando a hasgtag #UmCafezinhoPeloMundo.  

Foto: Pixabay

18 livros sobre café para apaixonados pela bebida

Nem todo mundo que gosta de café, trabalha com café e, por isso, o processo de aprendizado sobre a bebida acaba sendo por meio de cursos, de livros, da internet e da vida mesmo, do dia a dia. Esse também é o meu caso e, como já compartilho alguns achados de livros sobre café no Instagram, me veio a ideia de fazer uma lista bacana e bem robusta aqui.

Livros sobre café para coffee lovers (e para presentear apaixonados pela bebida)

Fiz uma pesquisa dos livros sobre café disponíveis no mercado (em português e em inglês) e separei os 18 que acho mais interessantes, seja porque eu já tenho e gosto ou porque quero comprar. Muitos deles são bem lindos e servem, inclusive, para decorar sua sala ou seu cantinho do café.

Esses dias estive numa livraria para comprar um desses livros sobre café para uma amiga e não encontrei. Fiquei super desapontada. Então, já coloquei o link de compra de cada item para facilitar para quem quiser, ok? Vamos lá:

1 . O Livro do Café

Assinado pela especialista Anette Moldvaer, o Livro do Café traz desde a história até características das espécies, informações sobre safra e um roteiro dos maiores produtores do mundo. Para quem quer saber sobre métodos de preparo, ela descreve o passo a passo de vários deles, como: prensa francesa, Aeropress, sifão e espresso, entre outros. Ilustrações não faltam e também mais de 100 receitas quentes ou frias para se deliciar. | Clique aqui para comprar. 

2 . Dicionário Gastronômico. Café com suas receitas

O livro Dicionário Gastronômico. Café com suas receitas é lindo demais e pode decorar a sua casa tranquilamente, mas não só isso: ele trata de lendas antigas e folclóricas sobre a apaixonante história do cafezinho. É daqueles livros que inspiram a gente, sabe?

Se você faz parte do grupo de coffee lovers, então… Não tem jeito de não gostar! O conteúdo é super rico, inclusive de imagens | Clique aqui para comprar

3 . O sonho do café

Que eu sou fã do café illy, não é segredo. Até visitar a sede na Itália eu já fui.  Esse livro fala sobre tudo o que tem numa xícara de café: ciência, cultura, aroma,  lugares maravilhosos, história, arte, viagens, paixão e muito trabalho. Aqui no blog, eu falo de tudo isso e talvez seja esse o motivo  da minha identificação com a marca. Andrea Illy compartilha a trajetória da sua família e da sua empresa rumo à concretização do sonho de seu avô Francesco quando criou a marca: oferecer ao mundo o melhor café. Clique aqui para comprar

4 . Eu Amo Café – Mais de 100 Bebidas Com Café Deliciosas e Fáceis de Fazer

A autora e especialista Susan Zimmer compartilha dicas e técnicas para preparar o cafezinho perfeito em casa e muito mais. Ela fala da história do café no Brasil, da família d’Orvilliers, da politica café-com-leite, da queda da bolsa em 1929, dos tipos de cafés, das técnicas de preparação e traz também dicas de moagem dos grãos, além de receitas, inclusive com sobremesas e drinks com café. No livro Eu amo Café, também encontramos informações sobre as principais regiões brasileiras produtoras e sobre como é feito o controle de qualidade do café. | Clique aqui para comprar

5 . Café com Design. A Arte de Beber Café

Esse livro é para quem ama café, mas não só isso. É para quem ama também arte, arquitetura, design e novas tecnologias. Eu adoro falar aqui sobre as cafeterias históricas que já visitei, adoro trabalhar em cafeterias pelo mundo, e justamente por isso adorei essa ideia. O livro traz à tona esse conceito do café como agregador. Fala do café e fala também dos espaços dedicados a ele. O café é um motivo para as pessoas se encontrarem, se reunirem, trocarem ideias e as cafeterias são espaços perfeitos de socialização que estão acompanhando o avanço tecnológico. | Clique aqui para comprar

6 . Chefs: Café

Neste livro, você encontra receitas criativas de 28 dos melhores chefs de cozinha, que ensinam que o café é também um dos melhores temperos. Você vai entender sobre o que é um bom café, sobre a safra, sobre a escolha do melhor produto e, claro, sobre o preparo em casa. Nele, tem história também e as transformações motivadas pelo café em diferentes lugares do mundo. (Grande e de capa dura, é lindo para deixar exposto na sala). | Clique aqui para comprar

7 . Coffee Love: Café Design & Stories

Esse livro está em pré-lançamento na Amazon do Brasil no dia de publicação desse artigo, mas achei muito interessante a proposta do autor. Só tem em inglês por enquanto e fala da cultura do café desde o passado até os dias de hoje em todo o mundo. De acordo com o autor, os locais de consumo de café são indispensáveis na vida urbana em cada canto do planeta, com designs e estilos para todos os gostos, do minimalista ao extravagante. | Clique aqui para comprar

8 . Receitas com café… Bem simples

Esse é excelente para quem gosta de receitas diferentes e de testes na cozinha usando todos os tipos de café na culinária. Tem receitas de bolos, docinhos, biscoitos, sobremesas, drinks e até opções light. Algumas mostram, inclusive, como usar o café no preparo de carnes. As receitas fazem uso de todos os tipos de café: café pronto, essência, em pó, granulado e licores de café. Boa dica para quem gosta de surpreender a família ou receber amigos com algo diferente. | Clique aqui para comprar

9 . Guia do Barista

Esse é o novo Guia do Barista, que foi lançado recentemente e já falei sobre ele aqui no blog. A primeira edição foi lançada em 2007 e essa já é a quinta, com a proposta de abordar todos os temas referentes ao café para baristas e entusiastas. As informações vão desde a produção de café até a preparação da bebida perfeita, com dicas e receitas de drinques à base de café. Nesta edição, o capítulo sobre torra de café tem novidades. | Clique aqui para comprar

10 . The New Rules of Coffee

A tradução do título é: As novas regras do café. Esse é um guia (em inglês) bem ilustrado para apreciadores de café, com dicas práticas de como armazenar e servir e também de torrefação.

O livro traz fatos, folclore e cultura popular sobre café em todo o mundo e foi escrito pelos fundadores e editores do Sprudge, um blog americano que fala apenas sobre café desde 2009. O conteúdo do blog é excelente, fica mais uma dica. | Clique aqui para comprar

11 . Louco por Café. Antonello Monardo

O livro Louco por Café traz um conteúdo rico e bem ilustrado, com fotos e receitas exclusivas e surpreendentes preparadas pelo próprio Antonello Monardo.

Ele é da região da Calábria, no sul da Itália, e fez do café a sua missão de vida, que começou essencialmente pelo seu avô, Domenico, no século passado. | Clique aqui para comprar

12 . Where to drink coffee

Se você acompanha o blog por aqui ou pelas redes sociais, já deve ter visto esse livro (em inglês). É um guia feito pelos 150 melhores baristas e especialistas em café do mundo. Eles compartilham 600 lugares em 50 países para tomarmos os melhores cafés, como cafeterias, padarias e restaurantes e até alguns locais mais inusitados, como uma locadora e uma loja de automóveis.  Ideal para quem gosta muito de viajar e sempre tá pensando no café. Vou estrear na minha próxima viagem. | Clique aqui para comprar

13 . APAIXONADOS POR CAFé

Esse livro é um dos que eu mais vejo por aí. Apaixonados por café traz segredos dos baristas de vários lugares do mundo para fazer bons cafés em casa.

Ele é super bem ilustrado e tem dicas muito legais, inclusive de decoração do seu café usando moldes, free pour, calda e até escultura 3D com espuma.  | Clique aqui para comprar

14 . Craft Coffee: A Manual: Brewing a Better Cup at Home 

Um manual escrito por um entusiasta do café para os entusiastas do café, com várias dicas em vários métodos (em inglês). A ideia do autor é falar com quem não é profissional, mas deseja fazer um bom café em casa sem complicação.

A proposta é justamente simplificar para quem gosta de café, mas não sabe por onde começar, especialmente de uns tempos pra cá, com o crescente interesse sobre o mundo dos cafés especiais. | Clique aqui para comprar

15 . The World Atlas of Coffee: From Beans to Brewing – Coffees Explored, Explained and Enjoyed

Outro livro lindo que só achei em inglês: o Atlas Mundial do CaféPlantas do gênero Coffea são cultivadas em mais de 70 países, principalmente na América Latina equatorial, sudeste da Ásia e África. Para alguns países, incluindo a República Centro-Africana, Colômbia, Etiópia e Honduras, o café é o carro-chefe da economia. O livro mostra tudo, do pé de café até a xícara, com conteúdo organizado por continente e depois por país ou região. Acho esse deslumbrante! | Clique aqui para comprar

16 . Brew: Better Coffee at Home

Brew (em inglês) é outra opção de livro para entusiastas que querem aprender a fazer um bom café em casa e não para profissionais. 

O autor é especialista em café e quer desmistificar o café especial, ensinando de forma simples a comprar os melhores grãos e equipamentos, além de técnicas básicas para preparar o café coado, na prensa francesa ou na cafeteira italiana, por exemplo. Ele complementa com receitas de bebidas e drinks à base de café. | Clique aqui para comprar

17 . Coffee: A Global History

No livro Café: uma história global (em inglês), Jonathan Morris explica como o mundo adquiriu o gosto pelo café e por que a bebida tem um gosto tão particular cada lugar. Ele fala da história do café, dos personagens importantes que tomavam café, do por que, como e onde o faziam. Ele traz também conteúdo sobre as regiões e as formas de cultivo, as fazendas, o processamento, o comércio e a logística, além de receitas e de explorar o universo de corretores, torrefadores e fabricantes de máquinas, com imagens, histórias e fatos surpreendentes. | Clique aqui para comprar

18 . História do café

O último, em português, traz a história do café desde sua descoberta, contada por uma historiadora com elegância e bom humor. Ana Luiza Martins analisa também como o café no Brasil se tornou um marco e parte da história. Mais do que uma atitude simpática de bom anfitrião, oferecer um café é proporcionar uma das mais prestigiosas formas de convívio social. Esse aqui é para todos os coffee lovers que gostam de história e querem entender como tudo começou por aqui. Vale fazer um café para começar bem essa leitura, hein! | Clique aqui para comprar

Isso é o que eu chamo de viajar sem sair de casa. E aí, o que achou dessas opções de livros sobre café? Quais você quer e quais daria de presente para aquele amigo viciado na bebida? Conte aqui e compartilhe usando a hashtag #umcafezinhopelomundo. 

Foto de destaque: Depositphotos