Brasileiro faz convite para um café e publica experiência no Instagram

Um brasileiro de 30 anos começou um projeto muito interessante pelo Instagram. Victor Freitas chama os amigos que tem nas redes sociais, faz um convite para um café e depois publica a experiência em sua conta. Ele mora em São Paulo e explica que foi inspirado pela iniciativa de Matt Kulesza, um australiano que criou um projeto similar com o objetivo de encontrar pessoalmente os seus amigos virtuais.

Você vai gostar de ler:

Victor deu o ponta pé inicial no projeto em agosto de 2016 e o convite para um café com amigos do mundo digital é semanal. “Após ter passado por um momento de depressão, tomei a decisão de fazer algo novo e também aproveitar para conhecer mais quem eu supostamente conhecia. Percebi que, na verdade, eu não conhecia nem mesmo as pessoas que moravam comigo. Tem sido uma ótima oportunidade para aprender com suas histórias“, diz.

​Convite para um café: conheça melhor o #CafeComVito

Victor conta que até agora tem quase 60 registros no seu Instagram e que algumas pessoas já participaram e aceitaram o convite para um café, mas não quiseram que fosse publicado, o que totaliza uma média de 80 cafés. “Quando eu convido alguém é porque aparece o nome em alguma rede social minha e eu penso: ‘poxa, gostaria de tomar café com essa pessoa'”. Mas, de acordo com ele, também pode ocorrer de amigos cobrarem ou mesmo pedirem para participar e não tem regra nem seleção.

Café com Vito #59 – Isabela Gómez Nos últimos anos eu me dediquei bastante ao trabalho. Não que não me dedique mais, até porque atualmente estou trabalhando em vários projetos. Mas isso me fez me questionar bastante ultimamente. A vida adulta traz muitas responsabilidades, e com ela chega o cansaço e as incertezas. Talvez seja a idade, 30, que tenha trazido momentos de reflexão sobre o que quero e para onde vou. Percebi que essas responsabilidades na verdade pesam porque abraço mais do que posso suportar. Seja por mim mesmo ou porque aprendi que seria bom, ou tem que ser, dessa forma. É necessário pisar um pouco no freio às vezes. Recentemente tive a oportunidade de voltar a morar na minha cidade. Perto da minha família, velhos amigos e principalmente da minha filha. Uma decisão que me trouxe mais paz e capacidade de olhar as coisas de uma outra perspectiva. Tenho aprendido que não preciso viver para trabalhar, que é importante aproveitsr mais a vida e o que ela tem de tão bom. Todas as coisas vão se encaixar como devem ser, mas eu preciso me encaixar mais no aqui e agora, estar presente. Bela, que tenhamos mais cafés iguais a esse. Foi ótimo e passou muito rápido, tanto que nem vi que já éramos os últimos clientes. Muito obrigado pelo papo e companhia. Nos vemos no próximo. ☕ . . . Eu convido pessoas (sejam conhecidas ou não) para tomarem um café comigo a fim de estreitar e explorar os relacionamentos interpessoais que acabamos perdendo nessa era digital. O texto, que acompanha as fotos, é a minha reflexão sobre o que conversamos. Vamos tomar um café? #cafecomvito

Uma publicação compartilhada por Victor Freitas (@viktorfreitas) em

A conversa ocorre naturalmente, sem roteiro. Ele procura também conhecer as histórias de vida das pessoas na essência, e não só o que elas fazem para viver e suas questões de trabalho, problemas ou mesmo as conquistas do dia a dia. “​Focamos muito na vida digital e esquecemos de ter conversas reais olho no olho. E quando um “desconhecido” para para te ouvir, te conhecer de verdade, é algo que pode ser maravilhoso. As pessoas, muitas vezes, se emocionam”, comenta.

Leia também:

Abordar pessoas completamente desconhecidas nas cafeterias também é algo que está nos planos de Victor. “Ainda não o fiz. Não tenho ideia de como vai ser, apenas vou deixar acontecer”, completa.

Australiano começou o seu projeto em 2014

Matt Kulesza é o australiano de 28 anos, que inspirou o #CafeComVito. Ele decidiu marcar encontros em cafés com seus mais de mil amigos no Facebook. A iniciativa leva o nome de “1000+ Coffees”  e tudo fica registrado no blog. Em reportagem ao Portal G1, ele contou que, na rede social, ele só tem pessoas com quem já encontrou pelo menos uma vez.


​​A tecnologia facilitou muita coisa, é verdade, mas também vem causando uma super transformação na forma como nos relacionamos com as pessoas. Que essa proposta se multiplique não só na rede, mas no nosso dia a dia! Por menos dedo na tela e mais olho no olho. Não é incrível o que um simples convite para um café pode fazer?

Sabe aquele amigo que você não vê faz tempo e que mora na mesma cidade? Que tal fazer um convite para um café? Conte para gente o que achou usando a hashtag #UmCafezinhoPeloMundo. 

Fotos: Reprodução/Instagram

Compartilhe com seus amigos:

2 comentários em “Brasileiro faz convite para um café e publica experiência no Instagram

  1. Achei muito interessante essa ideia do convite para tomar um café com um amigo que seja virtual ou não . E muito bom um papo olho no olho , seja de quem for . Parabéns pela iniciativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *