Lista de cafeterias

Uma das minhas autopromessas é fazer um levantamento de todas as cafeterias que visitei, sozinho ou na companhia da minha especialista em cafés particular.

Já fizemos viagens de todos os meios e tamanhos. Em uma delas, a viagem seria de carro, por 3 horas, para conhecer uma cafeteria bem avaliada. Na véspera, telefonei para garantir que a loja estaria aberta no sábado, só por precaução. O atendente confirmou. Partimos cedinho.

A especialista sempre começa as visitas pelo banheiro. Chegou à mesa assustada. Tudo bem, não perdemos o foco e pedimos os cafés.

Eu tinha uma prancheta na mão – provavelmente estava escrevendo alguma crônica – e a especialista um guia de cafeterias com um adesivo enorme e o nome dela impresso. Também tínhamos uma máquina fotográfica pouco discreta.

Enquanto o barista preparava as bebidas, o dono da cafeteria deu uma disfarçada e foi lá fora especular a placa do nosso carro – o único em frente à loja.

Quando viu que era de Santa Catarina, pareceu mais aliviado – pois falei que iria de SC para o PR, quando liguei. 

Ficamos com a impressão de que os nossos olhares observativos – e nossas parnafernalhas – fizeram o sujeito pensar que éramos avaliadores gastronômicos profissionais, tipo os caras do Guia Michelin. 

Ele veio trazer os cafés. Puxou conversa conosco, perguntou se eu era o sujeito da chamada, entre outras coisas.

Ele teve sorte, pois éramos somente pessoas atrás de um bom café. O ambiente estava muito quente e a limpeza longe de ser regular. Ficamos uma meia-hota e fomos embora.

Depois fizemos uma avaliação privada e mandamos para o proprietário. Tomara que ele tenha melhorado alguns pontos. A bebida que ele servia era muito boa e não merecia ser retirada da nossa lista – imaginária – de cafés preferidos.

Sempre pesquisamos as opções de cafeterias nos nossos destinos. Nas cidades maiores, andamos muito a pé, com um “mapa mental”, erramos muitas vezes os caminhos e damos de cara com lugares incríveis.

Temos a impressão que aqueles lugares que chegamos sem “maps”, sem pranchetas, sem expectativas foram os mais aconchegantes e, antes de tudo, foram os que serviram os melhores cafés. O dia que eu fizer a listinha com todas as cafeterias que visitei poderei confirmar a proporção. Por ora é só uma promessa.

Leia também:

Marcelo Lamas é cronista. Autor de “Indesmentíveis”.
@marcelolamasbr

Compartilhe com seus amigos:

Um comentário em “Lista de cafeterias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *