Cafeteria de SP emprega pessoas com Síndrome de Down

O Chefs Especiais Café, inaugurado no último dia 8, em São Paulo, tem uma proposta diferente. É o primeiro café “hardcore” inclusivo do Brasil. Isso significa que se você for até lá para tomar um cafezinho, vai receber o atendimento de pessoas com Síndrome de Down.

O local é uma iniciativa do Instituto Chefs Especiais, que desde 2006 atende gratuitamente 300 pessoas com Síndrome de Down, promovendo inclusão pela gastronomia. A nova cafeteria é toda decorada com inspiração no Motoclube In’Omertà, que é parceiro do Instituto Chefs Especiais em eventos.

O visual dos atendentes não fica de fora desse “espírito”. Todos eles usam roupas pretas, com coletes de couro e tudo mais. “A caveira representa a igualdade entre todas as pessoas”, explica Simone Berti, cofundadora e gestora do Instituto Chefs Especiais.

O espaço foi cedido pelo empresário Tedd Albuquerque, que é dono do restaurante “Como Assim”. A cafeteria fica na entrada e, justamente por isso, Tedd não vai mais servir cafés nem sobremesas no restaurante. No cardápio, que também dispõe da opção em braile, tem cafés espresso e coado na hora, chás, bolos variados, tortas, quiches, salgados, pães de queijo, croissant e itens variados, inclusive produzidos pelos próprios alunos do Instituto.

No início, os atendentes estão recebendo ajuda dos voluntários. Aos poucos, vão pegando o jeito e a ideia é que, pouco a pouco, vão assumindo novas responsabilidades.

A ideia não é exclusividade brasileira. Há outros defensores da causa por um mercado de trabalho mais inclusivo. É o caso da cafeteria Bitty & Beau’s, que fica na Carolina do Norte, nos Estados Unidos. Eles abriram as portas no ano passado e hoje já contam com mais de 40 empregados, todos com algum tipo de deficiência, inclusive pessoas com Síndrome de Down.

Leia na íntegra: Café oferece emprego para pessoas com deficiência

Chefs Especiais Café

Endereço: Rua Augusta, 2559 – Jardins

Horário de Funcionamento: De segunda a sexta-feira, das 11h às 19h.

Você vai gostar de ler:

Que lindo trabalho de inclusão, não acha? Conte sua opinião sobre a cafeteria de São Paulo que emprega pessoas com Síndrome de Down e compartilhe com seus amigos pelas redes sociais usando a hashtag #UmCafezinhoPeloMundo. 

Fotos: Divulgação

Compartilhe com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *