Roupas feitas de cápsulas de café levam prêmio na Espanha

A busca por novos estilistas é o motivo pelo qual a Bilbao International Art&Fashion promove a cada dois anos o Fashion Design Contest. O concurso internacional que chegou à sexta edição esse ano premiou Gabriela Grajales, colombiana de 31 anos, por sua coleção de roupas feitas de cápsulas de café. ISSO MESMO!

Em entrevista exclusiva aqui para o blog, ela contou como surgiu a ideia de usar 15 mil (QUINZE MIL!) cápsulas de café para confeccionar as roupas. “Na minha casa consumimos muito café, descartamos muitas cápsulas e, observando isso, senti a necessidade de reciclar e dar um novo uso a elas”, conta.

Leia também:

Ok, mas vamos saber mais sobre o desenvolvimento da ideia. Ah, leia até o final, please! 🙂

Processo de criação das roupas feitas de cápsulas de café

Tudo começou com a procura de concursos de moda pela Europa, já que atualmente ela mora em Madrid, na Espanha. “O que mais me chamou a atenção foi o da BIAAF (Bilbao International Arts and Fashion) pelo grande apoio econômico e pela oportunidade de mostrar e impulsionar a criatividade de novos profissionais de moda”, explica.

Para participar, era preciso enviar um projeto sobre qualquer manifestação artística e Gabriela decidiu tratar sobre arte islâmica usando a reciclagem como tema principal. Aqui iniciou, então, a coleção de roupas feitas de cápsulas de café. Chamada Proteo, faz referência ao mosaico islâmico e o caráter transformador de Proteu, um personagem da mitologia grega conhecido como “O Velho Homem do Mar”.

Foto: © Txetxu Berruezo Zárate

A tarefa mais difícil, segundo Gabriela, foi juntar as cápsulas. “Tive muita ajuda da minha família na Espanha para fazer a coleta. Eles me ajudaram, inclusive pegando as cápsulas com os amigos, mas algumas eu tive que comprar mesmo”. Depois de lavar todas, começou um processo de experimentação, afinal como transformar cápsulas de café em roupas? “Desenhei primeiro digitalmente e depois montei direto no manequim”, detalha ela.

Foto: Viviana Gaviria ©

História de Gabriela Grajales na moda começou aos 16 anos

Gabriela aprendeu a desenhar sozinha. Ela fazia pequenas coleções e mostrava em desfiles e showrooms e, aos 21 anos, saiu da Colômbia para estudar design de moda na Argentina. “Eu gostava de desfazer as camisas do meu pai e transformá-las em vestidos”, recorda.

Venho de uma cultura muito “cafeteira”. Sou colombiana e durante toda minha vida estive rodeada pelo café. Me sinto orgulhosa por ter conseguido ganhar esse prêmio, graças a influência de uma parte muito importante do meu país, como é o café.

Planos para o futuro? “Estou construindo uma nova marca para expressar não só meu estilo e minha visão de moda, mas sustentabilidade e consumo consciente”. Adoro quando o café ultrapassa as barreiras da xicrinha.

Você vai gostar de ler:

O que achou sobre as roupas feitas de cápsulas de café? Me conta aqui em baixo se você gostou da história da Gabriela e se gosta desse tipo de entrevista.  Compartilhe aí com o universo usando a hashtag #UmCafezinhoPeloMundo.  

Foto de destaque: Txetxu Berruezo Zárate ©

Compartilhe com seus amigos:

2 comentários em “Roupas feitas de cápsulas de café levam prêmio na Espanha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *