Café e ciclismo: estudo da USP indica melhor desempenho

Ter uma vida agitada é a realidade de muita gente, principalmente nos grandes centros urbanos. Uma mente cansada traz um impacto direto no desempenho de trabalho e também na performance de atletas, mas, peraí… O que isso tem a ver com café? Vamos usar o exemplo de café e ciclismo.

Explico: a cafeína é capaz de atenuar e reverter a sensação de fadiga mental e ainda melhorar o desempenho de atletas de ciclismo, de acordo com pesquisa da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da USP.

Café e ciclismo: pesquisa da USP relaciona a melhora no desempenho de ciclistas após consumo de cafeína

O autor da pesquisa é Paulo Estevão Franco Alvarenga e, de acordo com ele, os atletas com fadiga mental acabam perdendo desempenho e elevam a percepção de esforço para a mesma intensidade de exercício, sem nenhuma alteração fisiológica na musculatura. Foi esse o ponto de partida para estudar possíveis manipulações que revertam os efeitos da fadiga mental sobre o desempenho de ciclistas.

“A cafeína é um recurso ergogênico com efeito potencial para reverter os efeitos da fadiga mental sobre o desempenho”, afirma Paulo Estevão Franco Alvarenga

O estudo intitulado Efeitos da ingestão de cafeína sobre o desempenho de ciclistas mentalmente fadigados durante um teste de ciclismo contrarrelógio de 20 km começou em 2016.

Ciclistas selecionados para a pesquisa foram ao laboratório por quatros vezes e se submeteram ao teste de contrarrelógio de 20 km, análise cortical e muscular. Havia uma amostra de ciclistas livres de qualquer manipulação, outra sob o efeito de fadiga mental e nas seguintes os indivíduos mentalmente fadigados faziam a ingestão de cafeína ou placebo.

O resultado

Os ciclistas com fadiga mental apresentaram uma redução de 4,8% na ativação do córtex pré-frontal e consequentemente aumentaram o tempo para concluir o contrarrelógio em aproximadamente 1%.

Ao ingerir cafeína, mesmo após a indução da fadiga mental, houve um aumento na ativação do córtex pré-frontal em aproximadamente 8% e redução no tempo de conclusão do teste em 1,8%.

“Os sujeitos ao ingerir cafeína perceberam menos esforço comparados com as demais condições. Além disso, com a ingestão de cafeína, eles apresentaram uma maior eficiência neuromuscular”, destaca Paulo.

O autor do estudo chama a atenção para um detalhe importante: mesmo já sendo consumida em nosso cotidiano quando nos sentimos mentalmente cansados, por meio de ingestão de café, por exemplo, a cafeína deve ser utilizada para atletas sob orientação de um nutricionista, respeitando as características de dosagem e tempo de efeito da substância.

O projeto de mestrado sobre café e ciclismo foi orientado pelo professor Flávio Pires, coordenador do Grupo de Estudos em Psicofisiologia do Exercício (GEPsE) da EACH, e também contou com a colaboração da professora Florentina Hettinga, da University of Essex, Inglaterra; de pesquisadores pós-doc e alunos de mestrado da EACH e de alunos de graduação da Faculdade de Ensino Superior de Bragança, em Bragança Paulista (SP).

Leia também:

E já que estamos falando em café e ciclismo, continue a leitura e olha só a dica de cafeteria que une essas duas paixões:

Café e ciclismo em São Paulo

A dica é a Vélo48, um clube de ciclismo, que também é uma marca de roupa, um loja, uma agência de viagens, oficina e… Um café. Isso mesmo! A ideia começa com o ciclismo, mas se desdobra em uma série de produtos e serviços que “conversam” de alguma forma com esse universo. 

No café, por exemplo, os ciclistas encontram um ambiente super gostoso e com uma decoração que conta um pouco da história do ciclismo. O cardápio (assinado pela chef Regina Rambaldi) tem produtos orgânicos e naturais, com opções para café da manhã, almoço e lanches, que cabem em todos os tipos de dietas. Clique aqui e confira em detalhes.

Rua Amauri, 311, Jardim Europa, São Paulo/SP
Funciona de segunda a sábado, das 7h às 20h. Aos domingos, funciona das 7h às 18h.
Telefone: (11) 4780-0604

Você acha que café e ciclismo combinam? Se você chegou aqui porque adora as duas coisas, me conta aqui nos comentários. Como você vê essa relação?  

Foto: Depositphotos

Compartilhe com seus amigos:

Coffee Duo Boticário, a nova linha de perfumes da marca

Que o café tem um perfume bom, isso não dá pra negar. Muitas vezes, mesmo quem não gosta da bebida é atraído pelo seu aroma irresistível. Tanto é verdade que o mercado da beleza está atento: acaba de chegar a linha Coffee Duo Boticário, com duas novas fragrâncias, uma masculina e uma feminina, que prometem despertar a energia e a paixão do relacionamento. Ui!

Elas foram desenvolvidas à partir de um processo de infusão de grãos de café Arábica (eles a gente conhece bem, não é?) Agora, vamos conhecer um pouco mais sobre os produtos?

Coffee Woman Duo traz o exclusivo acorde Latte Macchiato, inspirado na mistura do amargor do café com a cremosidade do leite, além de frutas doces negras e delicadas flores.  A embalagem branca  com dourado é para nos lembrar da doçura e cremosidade do leite.

A versão masculina traz o acorde Café au Cream. Aqui a inspiração é a força do café, misturada com a cremosidade do licor, o frescor das especiarias e o calor do âmbar. A embalagem preta e prata mostram o lado mais intenso do café.

Você vai gostar de ler:

Na linha feminina, tem também o leite hidratante de banho. Já para complementar a linha masculina, tem o hidratante corporal matte. Conheça:

Coffee Woman Duo Desodorante Colônia | 100 ml

Preço: R$ 129,90

Coffee Woman Duo Leite Desodorante Hidratante de Banho | 200 ml

Preço: R$ 44,90

 

Coffee Man Duo Desodorante Colônia | 100 ml

Preço: R$ 129,90

Coffee Man Duo Creme Desodorante Hidratante Corporal Matte | 200 ml

Preço: R$ 33,90

Os produtos da linha Coffee Duo Boticário estão disponíveis nas lojas em todo o país, no e-commerce e com as revendedoras de venda direta. Gostou da novidade? Conte aqui nos comentários. 

Fotos: Divulgação

Compartilhe com seus amigos:

Tomar café todo dia faz mal? Descubra

Eis uma pergunta comum por aí: tomar café todo dia faz mal? Será? O cafezinho faz parte da história e da cultura do Brasil, difícil encontrar uma mesa sem ele em algum momento do dia. Não à toa, a bebida é a segunda mais consumida do mundo, só perde para a água. MAS, vamos ao que interessa: faz mal ou não?

Especialista responde: tomar café todo dia faz mal?

O composto que pode fazer mal é a cafeína, dependendo do organismo e da quantidade de café ingerida por dia. Quando consumida em equilíbrio, a cafeína pode trazer vários benefícios para a saúde.“O consumo seguro de cafeína para adultos que não possuem sensibilidade à substância é de 400 mg por dia, o que equivale a mais ou menos três xícaras de 150 ml café”, indica a Dra. Renata Domingues, médica especializada em Nutrologia, responsável pela Clínica Adah e vice-presidente da Associação Brasileira de Nutrologia Médica (Abranutro).

Você vai gostar de ler:

Quando a quantidade ingerida por dia não é excessiva, o café pode trazer uma série de vantagens saudáveis. Confira quais são elas:

Benefícios do café para a saúde

1 . Ajuda na prevenção do câncer

“Alguns estudos sugerem que o consumo diário de café ajuda a prevenir vários tipos de tumor, incluindo o câncer de mamas, de intestino, próstata, ovários e fígado”, diz Renata.

2 . Melhora a visão

“O café pode ajudar a prevenir a deterioração da visão e a afastar uma possível cegueira causada devido a fatores como envelhecimento e diabetes. Porém, estes dados ainda estão sendo estudados”, pondera.

3 . Contribui para a perda de peso

“A cafeína tem uma ação termogênica, aumentando o gasto calórico e contribuindo para a queima de gordura, além de auxiliar no aumento da massa muscular e na melhora do desempenho físico durante exercícios de alta intensidade”.

4 . Ajuda a combater inflamações

“Apesar de ainda estarem sendo realizadas pesquisas sobre o assunto, pode-se dizer que a cafeína auxilia na regulação e redução de inflamações”.

5 . Faz bem para o coração

“Uma pesquisa brasileira associou o consumo moderado da bebida a um menor risco de problemas cardiovasculares. Isso porque o grão é rico em polifenóis, que são compostos antioxidantes com ação protetora e que ajuda a prevenir várias doenças crônicas”.

6 . Reduz o risco de AVC

“O efeito antioxidante também ajuda a diminuir o acúmulo de gorduras saturadas e a reduzir a resistência à insulina, o que pode minimizar o risco de AVC”.

Leia também:

Algumas dicas de cuidados e possíveis substituições

Renata não recomenda tomar café junto com medicamentos antidepressivos ou para acompanhar cigarro porque pode causar fortes dores de cabeça e elevar a pressão arterial. Pessoas com casos de refluxo e gastrite também devem evitar a bebida. “Opte pelo café orgânico e evite adicionar leite, creme de leite, chantili ou muito açúcar”, reforça. Segundo ela, é possível fazer trocas saudáveis usando gotas de leite desnatado e estévia ou açúcar mascavo para adoçar.

Tomar café todo dia faz mal? Agora você já sabe a resposta. E lembre-se: qualquer dúvida sobre saúde, consulte um profissional da sua confiança e tenha cuidado com o que lê e com o que acredita pela internet. Esse conteúdo não substitui a consulta médica. Se gostou, comente e compartilhe. 

Foto: Crystal Shaw on Unsplash

Compartilhe com seus amigos: