Marca de café premium L´OR chega ao Brasil

Nesta terça, dia 8 agosto, a Jacobs Douwe Egberts (JDE) apresentou a marca de café premium L´OR, que desembarca no Brasil trazendo novidades para as prateleiras das principais redes de supermercados do país.

O segmento de café premium está crescendo rapidamente no Brasil. Para se ter um ideia, em 2016, a alta foi de 31,3% na categoria de torrado e moído, que está em 95% dos lares brasileiros que consomem café com frequência. A marca de origem francesa oferece grãos selecionados para a criação dos blends, além de embalagens cuidadosamente desenvolvidas para preservar a qualidade do café.

A linha da marca de café premium L’OR já está presente na Europa e na Austrália. Os executivos da companhia reforçam a proposta de democratizar o café de qualidade.

Você vai gostar de ler:

Marca de café premium traz cápsulas de alumínio

Entre as novidades apresentadas, merece destaque a primeira cápsula de alumínio compatível com máquinas de café Nespresso disponível em supermercados.

O programa de reciclagem da marca fica por conta de uma parceria com a TerraCycle e os consumidores serão estimulados a participarem ativamente, devolvendo as cápsulas usadas para os postos de coleta.

Portfolio completo L´OR

Em seguida, conheça as opções da marca de café premium nas categorias Torrado e Moído, Grãos, Solúvel e Cápsulas:

Foto: Divulgação

 

Torrado e Moído (250 gramas)

• Classique (intensidade 8)

Cafezinho frutado cítrico com uma agradável acidez.

• Intense (intensidade 10)

Sabor marcante e rico com intenso aroma, a bebida é levemente adocicada com notas de caramelo.

• Extra fort (Intensidade 12)

Bebida intensa e encorpada de baixa acidez, com aroma acentuado e notas de chocolate amargo.

Cápsulas de alumínio:

• Satinato (intensidade 6) – embalagens de 10 cápsulas

Delicado e refinado, esse é um blend requintado e aveludado, que proporciona um aroma agradável e único.

• Sontuoso (intensidade 8) – embalagens de 10 cápsulas

Um espresso com notas de amêndoas torradas e um toque floral inspirador, finalizado com o brilho âmbar de uma saborosa e sedosa camada de crema.

• Forza (intensidade 9) – embalagens de 10 cápsulas

Um espresso intenso, com notas de carvalho e alcaçuz, iluminado com tons de âmbar, sobre uma delicada camada de crema.

• Estremo (intensidade 10) – embalagens de 10 cápsulas

Espresso de torra intensa, forte e encorpado com notas de especiarias.

• Ristretto (intensidade 11) – embalagens de 10 e 20 cápsulas

O café intenso com aroma picante.

• Onyx (intensidade 12) – embalagens de 10 cápsulas

Intenso, tem uma combinação profunda e sabor picante, com um toque amargo de cacau.

Café Solúvel (embalagens de 140 gramas e saches de 50 gramas):

A linha de solúveis tem café instantâneo fabricado no Brasil a partir da tecnologia de liofilização. Os grãos são torrados, moídos e transformados num extrato líquido de café.

Em seguida, são levados para uma estação de congelamento, com temperatura abaixo de zero graus, que retém o frescor, sabor e aroma.

Após congelado, o café é triturado e transformado em pequenos flocos que, em seguida, passam por um processo a vácuo e com temperatura amena, para retirar a água remanescente.

O café desta linha tem as opções Classique – Refinado e Aromático e Intense – Rico e Aromático.

Leia também:

Grãos Torrados para Espresso (embalagens de 500 gramas):

Torra média, o resultado é um cafezinho encorpado com notas de caramelo e uma leve acidez cítrica, com uma crema espessa e aveludada. Esse é um café especialmente desenvolvido para moer e preparar em máquinas de café espresso.

O que você não pode deixar de provar? – Por fernanda haddad

Na degustação, que ocorreu no Palácio Tangará, em São Paulo, provei quase todas as novidades. Café é questão de gosto, né? Mas, vamos lá: gostei e recomendo todos os blends da categoria Torrado e Moído. Excelentes!

Também aprovei as cápsulas, especialmente as 3 mais intensas. Quanto ao café solúvel, acho que quem gosta desse tipo de café, pode aprovar. Realmente foi o que eu menos gostei.

Com este investimento, a JDE passa a liderar o movimento de café premium no varejo brasileiro. O Grupo Holandês é o maior 100% dedicado ao mercado de cafés no mundo e também é dono de marcas como Café do Ponto, Café Pilão, entre outras.

O que achou das novidades da marca de café premium L´OR? Prove e conte sua opinião nos comentários e compartilhe pelas redes sociais usando a hashtag #UmCafezinhoPeloMundo. 

Foto de destaque: umcafezinho.com.br

Compartilhe com seus amigos:

Tomar café no trabalho ajuda a manter a produtividade

Muita gente tem o hábito de tomar café no trabalho. Tem gente que nem gosta tanto assim e diz tomar um cafezinho só para ficar acordado mesmo, para despertar, fazer o dia render, sabe? Eu, sinceramente, não entendo como isso é possível. Fato é que tomar café no trabalho ajuda (e muito) a manter a produtividade. Isso porque a bebida tem cafeína, uma substância estimulante que age diretamente no cérebro. Assim, o corpo fica em estado de alerta e isso colabora com a concentração.

Muitas pesquisas científicas comprovam essa informação. Uma delas, feita pelo Departamento de Psiquiatria e Psicobiologia Clínica da Universidade de Barcelona, na Espanha, assegura que o consumo de bebidas cafeinadas com glicose é capaz de melhorar o desempenho cognitivo, tanto quando se trata de atenção quanto quando se trata de memória.

De manhã, depois do almoço ou mesmo no fim da tarde, tomar um cafezinho pode fazer milagre. Além de dar mais disposição, melhorar a capacidade de atenção e também a memória, consumir o café acelera o metabolismo, uma ótima notícia para quem quer perder peso. O café também tem propriedades antioxidantes e ajuda a manter longe uma série de doenças.

Você vai gostar de ler:

Em geral, especialistas recomendam não passar da média de 3 a 4 xícaras de café por dia, mas, é claro que isso depende do organismo de cada um. Algumas pessoas são mesmo mais resistentes à cafeína, mas só uma avaliação feita por um profissional é que pode definir o limite de café e cafeína indicado para cada organismo.

Tomar café no trabalho pode ajudar a resolver melhor as pendências

O intervalo para café no horário de trabalho é um momento importante. Além descansar a mente, aquele minutinho que você para, levanta, vai trocar uma ideia com um colega, toma um café e volta para a mesa, pode ser tudo o que estava faltando para ajudar a dissolver aquele problemão que parecia impossível.

Você tem o hábito de tomar café no trabalho? Conte sua opinião nos comentários e compartilhe pelas redes sociais usando a hashtag #UmCafezinhoPeloMundo.

Foto de destaque: Pixabay

Compartilhe com seus amigos:

5 opções de cápsulas de café reutilizáveis

Já ouviu falar das cápsulas de café reutilizáveis? Junto com a tendência dos cafezinhos individuais, eis que surge também uma nova oportunidade de mercado. Não tem como negar que os cafés em cápsulas viraram uma verdadeira febre no Brasil e no mundo. Com as cápsulas reutilizáveis, você escolhe o seu grão de preferência, coloca o café moído dentro, usa e lava para usar novamente.

Você vai gostar de ler:

Cápsulas de café reutilizáveis reduzem a produção de lixo

Confira 5 opções de cápsulas de café reutilizáveis disponíveis no mercado:

1 . MyCoffeeStar

Foto: Divulgação

Essa é uma cápsula de aço inox, que vem da Suíça, e a ideia é que você possa consumir o café que preferir, além de reduzir a produção de lixo, o que torna o produto uma opção super sustentável. Segundo o site que comercializa a cápsula, todos os nossos produtos são enviados do Brasil, livre de taxas de importação e sem fretes elevados de transporte.

Opções compatíveis com as máquinas Nespresso e Dolce Gusto.

Preço: de R$ 139,90 a R$ 349,90

Acesse o site da Ecoreciclos para comprar.

2 . Coffeeduck

Foto: Divulgação

A Coffeeduck é a líder em sistemas de café reutilizáveis. Segundo as instruções do site, para que o café saia bom na Nespresso ou na Senseo, é importante que esteja na moagem fina e seja torrado propriamente para espresso.

Opções compatíveis com as máquinas Nespresso e Senseo.

Preço: 14,95 euros

Acesse o site da Coffeeduck para comprar.

3 . WayCap

Foto: Divulgação

Outra alternativa para as cápsulas de café reutilizáveis é a WayCap. Segundo pesquisa da marca, usando a cápsula é possível economizar até 1 mil euros por ano, considerando o consumo de uma família de 4 pessoas.

Compatível com Nespresso.

Preço: de 11 euros a 209 euros (os kits estão disponíveis em site de financiamento coletivo e devem ser liberados até julho deste ano).

Acesse o site da WayCap para comprar.

4 . Ne-cap

Foto: Divulgação

A Ne-cap é uma solução que vem da Espanha e as cápsulas reutilizáveis são feitas de um material plástico próprio para suportar a temperatura das máquinas. Além disso, vendem cápsulas descartáveis para você colocar o café que preferir e também as cápsulas já cheias de café.

Opções compatíveis com as máquinas Nespresso e Dolce Gusto.

Preço: 10 euros (Nespresso); 12 euros (Dolce Gusto)

Acesse o site da Ne-cap para comprar.

5 . Tostio

Foto: Divulgação

A Tostio é uma marca 100% brasileira, com produtos desenvolvidos em aço cirúrgico de alta qualidade, além de opções feitas em alumínio. Segundo pesquisa da marca, é possível economizar cerca de R$ 1 mil por ano, considerando uma pessoa que consome até 2 cafezinhos por dia.

Opções compatíveis com as máquinas Nespresso, Dolce Gusto e Três Corações.

Preço: produtos de R$ 16 a R$ 389

Acesse o site da Tostio para comprar.

A Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic) prevê que serão consumidas 16 mil toneladas de café por meio delas em 2019. Com isso, cresce a busca por alternativas mais sustentáveis e soluções mais “verdes”, inclusive vindas das próprias marcas, que estão trabalhando duro para estruturar um ciclo de reciclagem 100% eficiente.

Leia também:

O que achou das opções de cápsulas de café reutilizáveis? Já usou alguma delas? Divida com a gente sua opinião nos comentários e compartilhe com seus amigos nas redes sociais usando a hashtag #UmCafezinhoPeloMundo. 

Foto de destaque: MyCoffeeStar/Divulgação

Compartilhe com seus amigos:

Onde descartar cápsulas Dolce Gusto? Confira!

Boa notícia para você que quer saber onde descartar cápsulas Dolce Gusto. A Nescafé anunciou essa semana que está ampliando seus postos de coleta de cápsulas em 42%. São 13 novos locais para recolhimento do material em lojas Grupo Pão de Açúcar distribuídas em diversas cidades do Estados de São Paulo (Barueri, Campinas, Indaiatuba, Santana do Parnaíba, São Caetano do Sul, São José do Rio Preto e São Paulo) e do Paraná (Curitiba).

Saiba onde descartar cápsulas Dolce Gusto e faça sua parte

Reforçando o comprometimento com o uso sustentável dos recursos e preservação do meio ambiente, a marca está constantemente em busca de alternativas para reduzir o impacto ambiental e gerar valor compartilhado para toda a sociedade.

Confira os novos 13 endereços onde descartar cápsulas Dolce Gusto no Brasil:

Campinas/SP
R. Alecrins, 616 – Cambuí
Av. Barão de Itapura, 2233 – Itapura

Barueri/SP
Alameda Rio Negro, 111
Alameda Madeira, 152

São Paulo/SP
R. Gonçalves Crespo, 217 – Tatuapé
R. Cardoso de Almeida, 472 – Perdizes
R. Teodoro Sampaio, 1933 – Pinheiros
R. Bairi, 435 – Alto da Lapa
Av. Washington Luís, 3919 – Chácara Monte Alegre

Santana do Parnaíba/SP
Av. Marte, 624 – Alphaville

São José do Rio Preto/SP
Av. Bady Bassitt, 5300

Indaiatuba/SP
Av. Pres. Vargas, 1264

São Caetano do Sul/SP
R. Maranhão, 975

Curitiba/PR
Av. Rep. Argentina, 1297

Leia também:

Processo de reciclagem de cápsulas Dolce Gusto

Foto: Divulgação

As cápsulas da Dolce Gusto recolhidas nos pontos de coleta passam por um processo de reciclagem e são transformadas em novos produtos, como o porta-cápsulas Renove. Esse foi o primeiro artigo da marca feito neste conceito. As cápsulas são triadas, fragmentadas e transformadas em uma resina termoplástica, que é a matéria-prima usada para a produção do porta-cápsulas.

Presentes para os clientes

Para marcar a ampliação da operação, mil “Clientes Mais” destas unidades do Pão de Açúcar, previamente selecionados pela frequência e volume de compras de cápsulas Dolce Gusto, vão receber em casa um porta-cápsulas Renove. Eles também vão receber um material informativo sobre a iniciativa, convidando-os a levar suas cápsulas usadas aos novos pontos.

O que achou da ideia? Agora que você já sabe onde descartar cápsulas Dolce Gusto, que tal avisar os amigos? Compartilhe nas suas redes sociais usando a hashtag #UmCafezinhoPeloMundo. 

Fotos: Divulgação

Compartilhe com seus amigos:

Mudas de plantas vão parar em cápsulas de café

Se você usa café em cápsulas com frequência já deve ter reparado a sua quantidade de lixo aumentou, não é mesmo? O que você faz com cápsulas de café usadas? Muitas pessoas ainda têm o hábito de jogá-las no lixo comum, mas existe também quem pensa no destino delas de forma mais sustentável.

Você vai gostar de ler:

Projeto usa cápsulas de café para colocar mudas de plantas

As principais empresas que vendem cafés em cápsulas têm se preocupado com o descarte correto cada vez mais e estão buscando alternativas e ações que engajem seus consumidores. Mas, a realidade está longe de ser a ideal. Segundo estimativa da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), em 2019, serão consumidas 16 mil toneladas de café por meio dessas cápsulas. Acadêmicos do bacharelado em Ciências Biológicas da Universidade do Oeste Paulista (Unoeste) encontraram uma utilidade nada convencional para a reutilização dessas embalagens: abrigar mudas de orquídeas e suculentas.

A aluna Diliane Harumi Yaguinuma, que está envolvida na iniciativa, conta que as mudas de suculentas foram produzidas por eles, já as de orquídeas foram doadas pelo docente da graduação, Dr. Nelson Barbosa Machado Neto. “Realizamos uma campanha para a arrecadação na comunidade em geral. Esses pequenos vasinhos poderão dar um toque diferenciado nos jardins e residências. Agora é só aguar e cuidar para que essas plantinhas se mantenham com vida e saudáveis”, conta Diliane.

“Além da produção extra de lixo, existe outro agravante: o desinteresse ou a dificuldade em realizar a reciclagem das cápsulas. Por serem muito pequenas e compostas de alguns materiais não recicláveis, muitas são simplesmente descartadas como lixo orgânico por causa da borra de café”, acrescenta Diliane.

Leia também:

Os pequenos vasos serão distribuídos gratuitamente aos participantes da 23ª Jornada de Educação da Faculdade de Artes, Ciências, Letras e Educação de Presidente Prudente (Faclepp/Unoeste), que será realizada entre os dias 22 e 27 de maio.

O que achou da ideia de projeto sustentável com cápsulas de café? Conhece mais alguma iniciativa nesse sentido? Conte nos comentários. Ações como essa merecem ser compartilhadas! Não se esqueça de usar a hashtag #UmCafezinhoPeloMundo nas suas redes sociais. 

Fotos: Gabriela Oliveira

Compartilhe com seus amigos:

Cafés raros do Quênia e Laos compõem série da Nespresso

A Nespresso traz mais uma experiência única para os coffee lovers, que já está disponível nas lojas. A série de edição limitada Explorations vem com cafés raros do Quênia e do Laos, regiões nunca antes exploradas e que trazem blends diferentes.

Origens e cafés raros: o que esperar?

A Edição Limitada Explorations 1 é formada por dois blends cuidadosamente selecionados para estrear a série. Laos Bolaven Plateau e Kenya Peaberry já estão disponíveis nas lojas e canais de venda em todo o Brasil. Os blends são vendidos em um pacote duplo (20 cápsulas) por R$ 120 – com limite de 5 unidades por Membro do Club.

Você vai gostar de ler:

De onde vêm os cafés raros?

Laos Bolaven Plateau

O blend vem de uma região situada a 1.300 metros acima do nível do mar, o Planalto Bolaven do sul do Laos. Essa é uma região com alto índice de chuvas, solo vulcânico e umidade constante. O café é 100% Arábica descascado e passa por um processo de torra super cuidadoso. O resultado é um espresso com notas de trigo dourado e fundo herbal fresco com um toque ácido.

Sugestão de degustação: Espresso (40 ml) ou com leite em um Latte Macchiato.

Kenya Peaberry

O outro blend vem do Quênia, região conhecida principalmente pelo peaberry ou grão moka, que respondem por só 5% dos cafés no mundo. A torra, neste caso, também é feita com uma atenção especial. Isso porque o grão tem um formato mais arredondado e o calor penetra uniformemente, exigindo um pouco mais de cuidado para o café perfeito. O resultado é um espresso aromático com notas remanescentes de maçãs, passas, amoras e cassis.

Sugestão de degustação: Espresso (40 ml) ou com leite em um Latte Macchiato ou um Cappuccino.

Onde comprar?

Quer experimentar os cafés raros da nova série de Edição Limitada Nespresso? Eles estão disponíveis em todos os canais de venda: nas Boutiques, no telefone 0800 7777 737, no site www.nespresso.com e no aplicativo mobile gratuito disponível para IOS e Android.

Esses cafés raros são mais uma oportunidade de dar uma volta pelo mundo sem sair de casa, né? Quem gosta de cafés em cápsulas? Conta pra gente os seus preferidos e compartilhe com seus amigos pelas redes sociais usando a hashtag #UmCafezinhoPeloMundo. 

Fotos: Nespresso/Divulgação

Compartilhe com seus amigos:

Onde fazer descarte de cápsulas corretamente?

O mercado de café em cápsulas só cresce no Brasil e no mundo. E, junto com ele, aumentam as proporções de uma problemática que clama por soluções: a quantidade de lixo que é gerada. Elas são lindas e oferecem toda a praticidade que a correria no dia a dia pede, mas e aí, o que fazer depois de usar? Onde fazer o descarte de cápsulas? Para te ajudar, fizemos uma lista com as possibilidades das principais marcas.

Descarte de cápsulas: confira onde deixar as suas depois de usar

1 . Nespresso

A Nespresso começou a pensar nisso em 1991 na Suíça, onde os pontos de coleta somam 2.600. Segundo informações disponíveis no site oficial da empresa, tanto lá como em países como Alemanha, Suécia e Finlândia contam com um processo de logística e recuperação de cápsulas um pouco mais à frente. Aqui no Brasil, a coleta nas lojas da marca vem funcionando bem, à medida que as pessoas vão se conscientizando da importância dessa ação. Quanto ao processo de reciclagem por aqui, funciona assim: o alumínio, que é de primeiro uso, é encaminhado para a indústria química Suzaquim e pode virar bikes, pias, circuitos, etc. Já a borra vai para indústria de fertilizantes orgânicos Visafértil e acaba retornando à cadeia no plantio.

Veja como funciona:

São 28 pontos de coleta em todo o Brasil por enquanto. Dá para consultar o endereço para o descarte de cápsulas no site Nespresso. 

2 . Dolce Gusto

A Nescafé Dolce Gusto também trabalha com um programa de descarte de cápsulas da sua marca em parceria com o Grupo Pão de Açúcar, que é referência em práticas de sustentabilidade. Os pontos de coleta da Dolce Gusto podem ser encontrados, por enquanto, em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba. Em São Paulo são 3 endereços: Av. Brig. Luis Antonio, 3126 – Jd. Paulista; Rua Serafim Orlange , 299 – Ipiranga; e Rua Dr. Altino Arantes, 268 – Vila Clementino. No Rio: Rua José Linhares, 245 – Leblon; e Av. das Américas, 13.701 – Recreio dos Bandeirantes. Em Curitiba: Rua Coronel Dulcidio, 915 – Batel. No site da marca, você também encontra ideias para reaproveitar as cápsulas em casa.

3 . Tres

A Tres, do Grupo 3corações, começou um projeto piloto agora no mês de abril para coletar as cápsulas usadas da marca. Inicialmente, as unidades estão disponíveis em São Paulo e Fortaleza, mas deve haver expansão à medida que for evoluindo. Eles fizeram uma parceria com a Recycling Development e os produtos descartados serão transformados em objetos, como coletores, cantoneiras, telhas e até bases/estrados para uso em unidades fabris do grupo.

Em São Paulo, os pontos de entrega estão disponíveis nas unidades das lojas Fnac de Pinheiros – Praça dos Omaguás, 34 – e Paulista – Av. Paulista, 901. Tem também um ponto no bairro do Ipiranga: Av. Nazaré, 1139. Em Fortaleza, os consumidores podem descartar suas cápsulas nas lojas dos super mercadinhos São Luíz  – Av. Oliveira Paiva, 170, Cidade dos Funcionários ou Desembargador Lauro Nogueira, 1500, Papicu. Além disso, tem o ponto de entrega da Enel (Distribuidora de energia – CE) – Av. Washington Soares, 3000, Engenheiro Luciano Cavalcante. 

Café proibido

A questão é polêmica não só aqui no Brasil. Na segunda maior cidade da Alemanha, Hamburgo, os órgãos públicos estão proibidos de comprar o cafezinho individual. E a preocupação é ambiental, já que existe a dificuldade da reciclagem do material. A dificuldade existe porque a cápsula é fechada e tem a borra de café dentro, ou seja, o que dificulta é a mistura do material orgânico com o inorgânico. Um grande desafio para as marcas, não?

Você pode gostar de ler:

E aí, gostou de saber onde fazer o descarte de cápsulas da maneira certa? Compartilhe nas redes sociais e avise os amigos usando a hashtag #UmCafezinhoPeloMundo. 

Foto: Nespresso/Divulgação

Compartilhe com seus amigos:

Nova marca traz café brasileiro em cápsulas

A praticidade do café em cápsulas está tomando o mundo todo. Não param de chegar novidades no mercado para a alegria dos apreciadores de café! A mais recente delas é a .br, nova marca que traz café brasileiro gourmet em cápsulas 100% arábica.

.br tem café brasileiro encapsulado em 3 sabores

Os blends de .br são elaborados 100% com o grão arábica e em torras diferentes. Assim, é possível oferecer sabores diferentes para agradam o paladar de todos os perfis de apreciadores de café. São três sabores e intensidades: o Autêntico, o Criativo e o Romântico. Conheça as principais características de cada um deles:

1 – O Autêntico é um café de torra média escura, com notas de especiarias, corpo denso e finalização prolongada com sabor de malte.

2 – O Criativo é um café torra média clara, uma opção com notas de caramelo que resultam num café mais equilibrado, com toque frutado e finalização marcante.

3 – Romântico é um café de torra clara, mais suave, adocicado, com notas de chocolate, acidez delicada, corpo leve e finalização agradável.

Leia também:

As cápsulas .br são compatíveis com as máquinas da Nespresso e serão lançadas nas principais capitais do Brasil, interior de São Paulo e região do Grande ABC.

Todos os sabores do café brasileiro estão disponíveis em embalagens com 10 unidades, que custam em torno de R$ 17 para o consumidor final. O lançamento é da Mitsui Alimentos, uma das maiores torrefadoras e exportadoras de café do Brasil, com mais de 40 anos de atuação.

Para saber mais informações sobre a novidade, acesse o site www.cafepontobr.com.br.

Gostaram da novidade com café brasileiro? Alguém já experimentou? Conte nos comentários e compartilhe usando a hashtag #UmCafezinhoPeloMundo.

Foto: Divulgação

Compartilhe com seus amigos:

Café envelhecido: conheça a novidade da Nespresso (Edição Limitada)

Café envelhecido. Essa é a novidade encapsulada da Nespresso no mercado brasileiro, com sua mais recente Edição Limitada: a Selection Vintage 2014. O que você encontra nas lojas é o cafezinho resultante de um processo de 3 anos, em condições controladas de ambiente e de temperatura.

Café envelhecido: como funciona?

O que acontece é mais ou menos o mesmo que é feito com queijos, cachaça, vinho e whisky, por exemplo. Os especialistas da marca escolheram um armazém na Colômbia, próximo do Equador, para realizar o trabalho.

Com uma altitude de aproximadamente 3.700 metros, o ar torna-se mais frio e a pressão atmosférica é baixa e, por isso, há menos oxigênio e a umidade do ar é cristalizada ao invés de ser absorvida, gerando uma atmosfera especifica para o envelhecimento dos grãos 100% Arábica.

“Qualquer alteração nas condições de umidade, temperatura, tempo, pressão atmosférica, luz e oxigênio afetaria o sabor final. Este processo cuidadosamente adaptado resultou em um excelente café com um perfil de sabor muito distinto”, explica Karsten Ranitzsch, gerente de café da Nespresso.

Os grãos foram armazenados ainda verdes e sofreram mudança de densidade, coloração e composição química. A acidez potencial é diminuída, o que garante um café mais complexo e redondo. Com o passar do tempo, o café envelhecido adquire novas dimensões sensoriais proporcionando experiências excepcionais para os amantes daquele cafezinho.

O resultado é um espresso de intensidade 7, com corpo aveludado e notas de madeira e frutas maduras. O ideal é que ele seja preparado em 40 ml. Já vai completar 2 semanas que ele está disponível nas lojas. Ou seja, temos ainda 8 semanas para provar, segundo a previsão da Nespresso.

Harmonizações: o café envelhecido combina com quê?

Uma das opções sugeridas pelos especialistas da marca é o queijo Pecorino. O tradicional queijo italiano feito de leite de ovelha, em diferentes graus de maturação, potencializa as notas do café. Os queijos mais frescos trazem acidez e leveza, enquanto os mais maturados adicionam corpo e doçura.

Outra ideia é saborear o cafezinho com um bolo de frutas integral com destilado. O doce equilibrado do bolo integral com o toque fresco das frutas completa perfeitamente o café. Com o toque de destilado (cachaça, whiskey ou rum) um toque licoroso é revelado, trazendo notas amadeiradas.

Cada cápsula sai por R$ 3 (R$ 30 a embalagem com 10 unidades) em todos os canais de vendas da Nespresso (Boutiques, no telefone 0800 7777 737, no site www.nespresso.com e aplicativo mobile gratuito disponível para IOS e Android).

Sustentabilidade: leve suas cápsulas para reciclagem

O café envelhecido, assim como todos os outros da marca, é armazenado em cápsulas de alumínio 100% recicláveis, que protegem os aromas e sabores dos blends, mas, por favor, nada de jogar no lixo comum!

Junte e leve as cápsulas usadas ao posto de coleta mais próximo. Quer saber onde? Clique aqui e coloque o seu endereço no campo de busca para localizar.

Você pode gostar desse artigo aqui:

Já provou a novidade? Gostou do café envelhecido? Conte aí nos comentários e compartilhe nas redes sociais usando a hashtag #UmCafezinhoPeloMundo.

Fotos: Divulgação

Compartilhe com seus amigos: