Café Europa em Copenhagen e o brunch nórdico

Café Europa em Copenhagen foi fundado em 1989 e fica em frente à Stork Fountain (fonte com 3 cegonhas em posição prestes abater voo, dada de presente de bodas de prata ao, na época Príncipe Frederik – depois Frederik VIII e Princesa Louise em 1894; e que, como tradição, recém-formadas parteiras dançam em sua volta).

Tem uma aparência de hotel, com balcão de PUB, mas mesas de café. Tem mesinhas no lado de fora também, cobertas pelos grandes e quadrados guarda-sóis (-chuvas, no caso de Copenhagen), tão comuns na Europa.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Café | Informação | Lifestyle (@umcafezinho) em

Sentei encostada na janela (claro) e lá fui eu ler os cardápios: o de brunch, o de café-da-manhã e o de bebidas. Fiquei curiosa pelo Nordisk Brunch, mas imaginei ser hiper grande e pedi o simples pão com queijo mesmo + 1 cappuccino. Eis que, dois caras (gatos, claro) sentam na mesa ao lado e seus brunches chegam, eu vejo que são grandes, mas não hiper, e vou correndo pedir para a garçonete trocar meu pedido.

O brunch nórdico do Café Europa em Copenhagen, na Dinamarca

  1. Skyr com farelos torrados de pão de centeio e xarope de maçã. *Skyr é um iogurte da Islândia maravilhoso, rico em proteínas e com pouca gordura e açúcar / pão de centeio é o comum aqui na Dinamarca e os farelos estavam bem pequeninos e em cima, lembrando até uma granola.
  2. Mini omelete com bacon defumado, cogumelos Karl Johan & groselhas;
  3. Cachorro-quente nórdico com mostarda e cebolas caramelizadas;
  4. Salmão defumado com cream-cheese defumado e bolacha crocante de centeio;
  5. Torrada Skagen: uma entrada típica da Suécia que consiste em camarões com maionese em cima de um pão na chapa + caviar Kalix bleak;
  6. Fatia de pão de centeio e outra de pão branco com cream-cheese e ervas;
  7. Queijo Unika (linha premium de queijo artesanal Dinamarquês) + Sæter rømme (creme azedo Norueguês) com compota de cloudberry (é uma frutinha de regiões geladas que não achei tradução para o português. Apesar do Google traduzir para amora-preta, não tem absolutamente nada a ver). O quadradinho marrom em cima do queijo é uma gelatina de gordura animal (em dinamarquês: sky), que nenhuma garçonete conseguiu me explicar direito (achei que faltou vontade também).

Leia também:

Em geral, o Brunch Nórdico tinha um pouco de cada cultura Escandinava. O café espresso é de qualidade, mas nada de especial.

O preço? Salgadinho: custou 400 coroas dinamarquesas (por volta de R$ 250), mas a experiência foi bem instrutiva e interessante!

Where to Drink Coffee | Onde tomar café

O Café Europa em Copenhagen é uma das sugestões do livro Where to Drink Coffee. A publicação é como um guia pelas cafeterias do mundo todo, feito pelos 150 melhores baristas e especialistas.

São 600 endereços para tomar café em 50 países, com dicas e tudo mais. A melhor descoberta para quem ama café, inclusive para dar de presente. O livro é em inglês, mas tem na Amazon do Brasil e o link já está aqui para quem quiser comprar.

Fernanda Rodante é formada em Direito e Gastronomia; sua independência a fez mudar da cidade onde nasceu para o mundo; e seu exagero sagitariano transforma todos seus interesses em paixão, como escrever, compartilhar e conhecer. Enxerga a vida como uma coleção de momentos e um de seus sonhos é montar o seu próprio Café, mas enquanto isto não acontece, ela vai estudando da melhor maneira possível: explorando! 

Lembra que temos também o Booking.com direto aqui no blog para você pesquisar passagens e hospedagens? A caixinha está aqui no canto direito, se você está lendo pelo blog, ou aqui em baixo, se você está lendo pelo celular.

O que achou do Café Europa em Copenhagen, na Dinamarca? Comente aqui e compartilhe com os amigos pelas redes sociais usando a hashtag #UmCafezinhoPeloMundo.

Fotos: Fernanda Rodante | umcafezinho.com.br ©

Compartilhe com seus amigos: