Descubra qual método tem mais cafeína

Em todo o mundo, o café é a bebida preferida das pessoas para iniciar o dia. Mas, você sabe qual método tem mais cafeína?  

Leia até o final e você pode se surpreender com a resposta. Antes disso, é importante saber que é a cafeína que promete dar aquela energia para enfrentar as tarefas diárias ou para encarar noites de trabalho acumulado.

Mas, primeiro, deixe eu te contar sobre os tipos de cafés. Será que todos os cafés são iguais?

Arábica e robusta

A escolha dos grãos é o principal fator que influencia na quantidade de cafeína presente na xícara.

Os grãos do tipo Arábica, que são os mais encontrados em cafés especiais, apresentam cerca de metade da quantidade de cafeína presente nos grãos Robusta.

Leia também:

Afinal, qual método tem mais cafeína? 

Outro fator que influencia na quantidade de cafeína do seu café é o método de preparo. 

A quantidade de cafeína de um preparo será determinada pelo tipo de moagem, temperatura e tempo de extração. 

A seguir, veja os métodos mais utilizados e descubra qual deles tem mais cafeína.

Espresso

A quantidade de cafeína do método espresso, muitas vezes considerado sinônimo de café forte, causa divergência entre os baristas.

Como a cafeína é hidrossolúvel e o tempo de extração nesse método é muito pequeno, acreditava-se que o preparo não possuía muita cafeína.

Porém, uma pesquisa da Universidade de Newcastle, na Austrália, concluiu que a moagem fina utilizada nesse método aumenta a superfície de extração da cafeína, fazendo do café o espresso, o campeão em quantidade de cafeína.

Uma dose de café espresso (30 ml) de máquina tem 126 mg de cafeína.

Já no café espresso extraído da cafeteira italiana (30g), por utilizar uma moagem média/fina, a cafeína varia de 65 mg a 73 mg.

Cold Brew

Como o próprio nome sugere, o método cold brew realiza a extração à frio

Nele, a temperatura é substituída pelo tempo, que dura por volta de 8 a 12 horas.

Com a longa exposição dos grãos à água, o método é o que possui a segunda maior concentração de cafeína, sendo 134 mg em uma xícara 60ml de café.

Filtrados

Os métodos filtrados são os mais presentes nas casas brasileiras e incluem o coador, a Kalita, o Chemex e o Hario.

Com a moagem média/grossa, uma xícara de 250 ml de café filtrado possui cerca de 173 mg de cafeína. 

Infusão

Em métodos de infusão, como a CleverPrensa Francesa e Aeropress, o pó fica mais tempo em contato com a água do que no método filtrado, porém, a moagem grossa diminui a superfície de extração da cafeína, deixando o resultado entre os métodos bem próximo.

100 ml de café extraído por infusão possui 74 mg de cafeína. 

Tamanho das porções

As porções apresentadas nesse post correspondem à quantidade média consumida de cada método. 

Por isso, mesmo que o café filtrado possua concentração menor de cafeína, o limite de consumo é duas doses por dia, enquanto a do café espresso é de três.

A tabela a seguir foi extraída da pesquisa australiana e mostra a concentração de cafeína por litro e por 30 ml de café.

Tabela mostra a concentração de cafeína por litro e por 30 ml de café.

A segunda tabela mostra quantas porções podemos consumir de cada método até atingirmos o limite diário de 400 mg de cafeína. 

Tabela mostra quantas porções podemos consumir de cada método até atingirmos o limite diário de 400 mg de cafeína.

Agora você já sabe qual método tem mais cafeína. Se você achou esse conteúdo interessante e ele foi útil para você, compartilhe com os seus amigos pelas redes sociais. 

Marcia Kamijo é jornalista, feminista, amante de bons cafés, cinema, TV e cachorros.


 

Compartilhe com seus amigos:
fb-share-icon20
Tweet 20
fb-share-icon20

Harmonização de cafés com queijos e brigadeiros

No dia 26 de janeiro, participei do workshop de harmonização de cafés com queijos e brigadeiros, promovido pela minha amiga Litiene Andrighetti, que está à frente do blog Cappuccino e Cia.

Esse foi um evento de alto nível, com degustação de cafés especiais premiados(alguns dos mais caros do mundo), queijos finos e, ao final, brigadeiros.

Continue a leitura até o final e saiba todos os detalhes dessa experiência super enriquecedora. 

Experiências Cappuccino e Cia: como foi a harmonização de cafés com queijos e brigadeiros

Com o tema pineapple, tudo era surpresa e a recepção foi com uma bela pinacolada sem álcool só para entrarmos no clima. 

Em seguida, todos foram vendadose conduzidos até o ambiente onde aconteceriam todas as experiências da tarde. 

Começamos degustando o café Geisha em 2 copinhos diferentes, ainda DE OLHOS VENDADOS. 

Ouvindo músicas também diferentes, tivemos uma experiência COMPLETAMENTE DIFERENTE tomando exatamente o mesmo café. Acredite! 

Em seguida, já sem as vendas, pudemos melhorar nossa percepção sobre acidez, amargor, doce e salgado, com uma dinâmica super interessante feita com várias gelatinas.  

A próxima atividade foi prática. Colocamos a mão na massa para preparar o próprio café em diversos métodos: Hario V60, Pressca, French Press, coador de pano, AeroPress e Pour Over (Bialetti).

Eu escolhi preparar o café na AeroPress porque era o único que eu ainda não havia feito, apesar de já ter degustado várias bebidas nesse método.  

Harmonizamos o café di pássaro, da Unique, com queijos suaves e o café Forquilha do Rio com queijos intensos, todos da Président, além de pão de queijo, da Formaggio Mineiro. 

Para finalizar, degustamos o Inspirazione Shakerato, da Nespresso, com os brigadeiros da Amor aos Pedaços. 

A escolha dos cafés para cada acompanhamento resultou numa experiência muito interessante e agradável. Além de ajudar a apurar o paladar, foi um momento divertido, informativo e que dificilmente não agradaria qualquer coffee loverdo mundo.  

Ao final, todos saímos com café e outros presentes para continuar a experiência em casa, sem contar o sorteio de uma linda moka da Bialetti, com as cores da bandeira da Itália, mas não fui eu a sortuda. 

O mais legal é que a proposta da Litiene é continuar com eventos como esse, porém nunca iguais, sempre cheios de surpresas. 

Leia também o texto sobre o evento no blog Cappuccino e Cia.

Se você gostou de saber como foi esse workshop de harmonização de cafés com queijos e brigadeiros, um novo evento vai ocorrer em São Paulo no dia 06 de abril, às 14h30. Para saber sobre inscrições, clique aqui. Você conhece alguém que vai gostar dessa dica? Compartilhe pelas redes sociais. 

Fotos: Fernanda Haddad | umcafezinho.com.br  ©

Compartilhe com seus amigos:
fb-share-icon20
Tweet 20
fb-share-icon20

Café especial no mês do pais é grátis no Octavio Café

O Dia dos Pais é no próximo domingo, 12 de agosto, e eu tenho uma novidade maravilhosa para você que tem um pai que curte um pretinho básico: o café especial no mês dos pais é gratuito no Octavio Café. O mês TODINHO! Que tal convidar o seu pai para um café e oferecer esse presente?

Como retirar um café especial no mês dos pais gratuitamente para presentear?

Para participar e presentear seu pai, vá até alguma quatro das unidades do Octavio Café e peça o cartão-presente no caixa. Para validar, é só o seu pai apresentar após a degustação do café.

Além de ser café especial, o legal é que é possível escolher entre diversos métodos de preparo diferentes de café. Saiba mais sobre eles em seguida:

Métodos de preparo de café por infusão

  • Prensa Francesa: infusão de água e café, filtrado por um êmbolo de metal. Realça o corpo e mantém os óleos essenciais. Método que extrai o maior nível de cafeína.
  • Clever: combina infusão com gravidade, reforçando principalmente o corpo da bebida.
  • Turco*: fervido três vezes durante o preparo, oferece uma bebida intensa em corpo e sabor. Muito usado na “cafeomancia” é o método mais antigo de todos.

Métodos de preparo de café por gravidade

  • Cafeor: filtrado, sem papel, produz uma bebida doce, aromática e rica em óleos.
  • Kalita: apresenta um suporte para filtro que possui uma base alargada e três furinhos. A bebida, com acidez acentuada tem extração uniforme devido ao filtro em formato de ondinhas.
  • Hario V60: coador com relevos em espiral. Produz bebida limpa e suave, realçando as nuances do café. Criação japonesa, é a evolução do nosso coador de papel.
  • Coador de pano: filtra todos os sólidos. A bebida é afetada pelos sabores de outras extrações, que ficam no pano. É o mais comum entre os preparos no Brasil.
  • Chemex: sistema com design diferenciado e filtro triplo de papel. Produz bebida limpa, que realça acidez e aroma. Desenvolvido pela Bauhaus em 1941.

Métodos de preparo de café por pressão

  • Syphon Coffee*: mescla infusão e transferência térmica. Produz bebida potente e encorpada. Criado em 1840 durante uma expedição marítima francesa.
  • Moka Italiana*: a extração acontece através da pressão da água quando entra em ebulição, produz bebida densa e encorpada. Método caseiro mais consumido na Itália.
  • Aram: 100% brasileira, portátil, sem uso de energia elétrica ou cápsulas. Essa cafeteira une design e tecnologia para fazer um espresso incrível.
  • Aeropress: passa por infusão e pressão de ar em uma câmara cilíndrica. Resulta em bebida suave e aromática. Criado em 2005 por um inventor de brinquedos nos EUA.

(*) Esses métodos não estão disponíveis na unidade de Viracopos.

Octavio Café

Shopping Cidade Jardim
Av. Magalhães de Castro, 1200 – 3º piso
De segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 10h às 20h
Telefone: (11) 3198-9476
Flagship Faria Lima
Av. Brg. Faria Lima, 2996 – Jardim Paulistano, São Paulo – SP, 01451-000
Segunda a Sexta, das 07h às 21h, e aos sábados, das 10h às 19h
(11) 3074-0110
Shopping Eldorado
Av. Rebouças, 3970 – 1º Piso
Segunda a Sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 12h às 20h
(11) 2197-6308
Aeroporto Viracopos – Terra
Rodovia Santos Dumont, km 66 – Parque Viracopos, Campinas – Saguão de embarque
Segunda a Domingo, das 07h às 22h
(19) 3795-8546

Foto: Luís Simione/Divulgação

Compartilhe com seus amigos:
fb-share-icon20

Tweet
20
fb-share-icon20