Viciados em café: guia (com 12 dicas) para a quarentena

Alô, viciados em café. Como está a quarentena por aí? Muitos cafezinhos em casa, né?

Pensando nesse período de isolamento social, separei aqui alguns conteúdos que podem te ajudar a passar esse tempo de forma muito cafeinada, não necessariamente tomando café.

Você pode ler sobre café (livros ou as crônicas aqui do blog!), você pode cuidar da casa usando café, fazer um esfoliante para o rosto, aprender sobre métodos de preparo diferentes, receitas gostosas… São muitas possibilidades.

Confira a lista:

12 dicas para viciados em café em tempos de isolamento social

1 . 18 livros sobre café para apaixonados pela bebida | Para se aprofundar sobre café! (Lá nos Destaques do Instagram, tem mais recomendações de livros, que fui acrescentando aos poucos!)

2 . Esfoliante caseiro com café faz bem? | Para o seu spa day!

3 . Pó de café usado: 5 dicas para reaproveitar | Reaproveitando!

4 . 6 clubes de assinatura de café especial | Pra garantir o café café sem precisar sair!

5 . Qual o melhor moedor de café para ter em casa? | Pra completar seu ritual do cafezinho!

6 . Como fazer um bom café coado? Veja as dicas

7 . Como fazer café na prensa francesa

8 . Como fazer café coado no Hario V60

9 . Como fazer café na cafeteira italiana

10 . Receita de cappuccino cremoso para fazer em casa

11 . 5 sobremesas com café fáceis e deliciosas

12. 5 bebidas com café para fazer em casa

Essa é a nossa seleção de conteúdos para ajudar os viciados em café durante esse período.

Lembre-se que também tem um monte de crônicas cafeinadas para você ler e fazer com que esse tempo passe de forma mais leve e interessante.

Tem muito mais por aqui! Se você não encontrou o que procurava nessa lista para viciados em café em tempos de quarentena, pode fazer uma busca interna aqui no blog ou só comenta aqui, que eu te ajudo a encontrar.

Photo by Nathan Dumlao on Unsplash

Descubra qual método tem mais cafeína

Em todo o mundo, o café é a bebida preferida das pessoas para iniciar o dia. Mas, você sabe qual método tem mais cafeína?  

Leia até o final e você pode se surpreender com a resposta. Antes disso, é importante saber que é a cafeína que promete dar aquela energia para enfrentar as tarefas diárias ou para encarar noites de trabalho acumulado.

Mas, primeiro, deixe eu te contar sobre os tipos de cafés. Será que todos os cafés são iguais?

Arábica e robusta

A escolha dos grãos é o principal fator que influencia na quantidade de cafeína presente na xícara.

Os grãos do tipo Arábica, que são os mais encontrados em cafés especiais, apresentam cerca de metade da quantidade de cafeína presente nos grãos Robusta.

Leia também:

Afinal, qual método tem mais cafeína? 

Outro fator que influencia na quantidade de cafeína do seu café é o método de preparo. 

A quantidade de cafeína de um preparo será determinada pelo tipo de moagem, temperatura e tempo de extração. 

A seguir, veja os métodos mais utilizados e descubra qual deles tem mais cafeína.

Espresso

A quantidade de cafeína do método espresso, muitas vezes considerado sinônimo de café forte, causa divergência entre os baristas.

Como a cafeína é hidrossolúvel e o tempo de extração nesse método é muito pequeno, acreditava-se que o preparo não possuía muita cafeína.

Porém, uma pesquisa da Universidade de Newcastle, na Austrália, concluiu que a moagem fina utilizada nesse método aumenta a superfície de extração da cafeína, fazendo do café o espresso, o campeão em quantidade de cafeína.

Uma dose de café espresso (30 ml) de máquina tem 126 mg de cafeína.

Já no café espresso extraído da cafeteira italiana (30g), por utilizar uma moagem média/fina, a cafeína varia de 65 mg a 73 mg.

Cold Brew

Como o próprio nome sugere, o método cold brew realiza a extração à frio

Nele, a temperatura é substituída pelo tempo, que dura por volta de 8 a 12 horas.

Com a longa exposição dos grãos à água, o método é o que possui a segunda maior concentração de cafeína, sendo 134 mg em uma xícara 60ml de café.

Filtrados

Os métodos filtrados são os mais presentes nas casas brasileiras e incluem o coador, a Kalita, o Chemex e o Hario.

Com a moagem média/grossa, uma xícara de 250 ml de café filtrado possui cerca de 173 mg de cafeína. 

Infusão

Em métodos de infusão, como a CleverPrensa Francesa e Aeropress, o pó fica mais tempo em contato com a água do que no método filtrado, porém, a moagem grossa diminui a superfície de extração da cafeína, deixando o resultado entre os métodos bem próximo.

100 ml de café extraído por infusão possui 74 mg de cafeína. 

Tamanho das porções

As porções apresentadas nesse post correspondem à quantidade média consumida de cada método. 

Por isso, mesmo que o café filtrado possua concentração menor de cafeína, o limite de consumo é duas doses por dia, enquanto a do café espresso é de três.

A tabela a seguir foi extraída da pesquisa australiana e mostra a concentração de cafeína por litro e por 30 ml de café.

Tabela mostra a concentração de cafeína por litro e por 30 ml de café.

A segunda tabela mostra quantas porções podemos consumir de cada método até atingirmos o limite diário de 400 mg de cafeína. 

Tabela mostra quantas porções podemos consumir de cada método até atingirmos o limite diário de 400 mg de cafeína.

Agora você já sabe qual método tem mais cafeína. Se você achou esse conteúdo interessante e ele foi útil para você, compartilhe com os seus amigos pelas redes sociais. 

Marcia Kamijo é jornalista, feminista, amante de bons cafés, cinema, TV e cachorros.


 

Harmonização de cafés com queijos e brigadeiros

No dia 26 de janeiro, participei do workshop de harmonização de cafés com queijos e brigadeiros, promovido pela minha amiga Litiene Andrighetti, que está à frente do blog Cappuccino e Cia.

Esse foi um evento de alto nível, com degustação de cafés especiais premiados(alguns dos mais caros do mundo), queijos finos e, ao final, brigadeiros.

Continue a leitura até o final e saiba todos os detalhes dessa experiência super enriquecedora. 

Experiências Cappuccino e Cia: como foi a harmonização de cafés com queijos e brigadeiros

Com o tema pineapple, tudo era surpresa e a recepção foi com uma bela pinacolada sem álcool só para entrarmos no clima. 

Em seguida, todos foram vendadose conduzidos até o ambiente onde aconteceriam todas as experiências da tarde. 

Começamos degustando o café Geisha em 2 copinhos diferentes, ainda DE OLHOS VENDADOS. 

Ouvindo músicas também diferentes, tivemos uma experiência COMPLETAMENTE DIFERENTE tomando exatamente o mesmo café. Acredite! 

Em seguida, já sem as vendas, pudemos melhorar nossa percepção sobre acidez, amargor, doce e salgado, com uma dinâmica super interessante feita com várias gelatinas.  

A próxima atividade foi prática. Colocamos a mão na massa para preparar o próprio café em diversos métodos: Hario V60, Pressca, French Press, coador de pano, AeroPress e Pour Over (Bialetti).

Eu escolhi preparar o café na AeroPress porque era o único que eu ainda não havia feito, apesar de já ter degustado várias bebidas nesse método.  

Harmonizamos o café di pássaro, da Unique, com queijos suaves e o café Forquilha do Rio com queijos intensos, todos da Président, além de pão de queijo, da Formaggio Mineiro. 

Para finalizar, degustamos o Inspirazione Shakerato, da Nespresso, com os brigadeiros da Amor aos Pedaços. 

A escolha dos cafés para cada acompanhamento resultou numa experiência muito interessante e agradável. Além de ajudar a apurar o paladar, foi um momento divertido, informativo e que dificilmente não agradaria qualquer coffee loverdo mundo.  

Ao final, todos saímos com café e outros presentes para continuar a experiência em casa, sem contar o sorteio de uma linda moka da Bialetti, com as cores da bandeira da Itália, mas não fui eu a sortuda. 

O mais legal é que a proposta da Litiene é continuar com eventos como esse, porém nunca iguais, sempre cheios de surpresas. 

Leia também o texto sobre o evento no blog Cappuccino e Cia.

Se você gostou de saber como foi esse workshop de harmonização de cafés com queijos e brigadeiros, um novo evento vai ocorrer em São Paulo no dia 06 de abril, às 14h30. Para saber sobre inscrições, clique aqui. Você conhece alguém que vai gostar dessa dica? Compartilhe pelas redes sociais. 

Fotos: Fernanda Haddad | umcafezinho.com.br  ©