Como funciona uma fazenda de café?

Sempre tive vontade de saber como funciona uma fazenda de café, de conhecer mais a fundo como é todo o processo e o percurso do grão até chegar à xícara. Algumas oportunidades surgiram e não consegui comparecer. Até que no dia 23 de agosto deu certo, finalmente.

Litiene Andrighetti, do blog Cappuccino e Cia, e eu.

A convite da illy fui visitar uma das fazendas fornecedoras de café de qualidade para a marca italiana, aqui no Brasil. O destino era Pardinho, uma pequena cidade próxima de Botucatu, no interior do estado de São Paulo. Lá fica o Sítio Daniella, propriedade familiar da produtora Daniella Pelosini.

Sítio Daniella produz café de qualidade e premiado

A história do Sítio Daniella começou a ser escrita em 1977 pelo pai de Daniella, que chegou priorizar o investimento na produção de leite. Mas, foi só por um período até que o café voltasse a ser cultivado com força total por ali. Ainda bem.

Ainda bem porque estamos falando de 174 mil pés dos cafés Catuaí Amarelo e Vermelho a mil metros de altitude. A dedicação de Daniella rendeu alguns prêmios. Entre outros, ela é campeã do Prêmio Ernesto Illy de Qualidade do Café Para “Espresso” do Estado de São Paulo nos anos de 2016 e de 2017.

Daniella Pelosini e o marido, os anfitriões da visita

Você vai gostar de ler:

Agora, confira mais um pouquinho sobre a visita e entenda melhor como funciona uma fazenda de café:

Dia no Campo com illycaffè: como funciona uma fazenda de café?

Chegamos ao Sítio Daniella e fomos conhecer os processos pós-colheita, antes de ver o cafezal. Eles trabalham com Natural e Cereja Descascado.

O Natural é um dos processos mais comuns no Brasil porque o clima favorece e o custo é menor. Depois de colhidos, os grãos de café são lavados e espalhados nos terreiros expostos ao sol para a secagem. É um processo mais lento, com risco um pouco maior de fermentação quando comparado com o Cereja Descascado. Exige mais cuidado na hora de separar os grãos verdes dos cereja.

Cereja Descascado é um processo mais caro, com baixo risco de fermentação, que exige investimento em máquinas específicas e mão de obra treinada. Essas máquinas lavam e separam os grãos verdes dos maduros. Nesse processo, os maduros são descascados facilmente e, em seguida, e passam por um cuidadoso processo de secagem e beneficiamento.

 

Depois, seguimos para o cafezal. No Sítio Daniella, eles têm uma máquina que passa duas vezes pelos pés de café para colher os grãos maduros. Por último, os frutos maduros restantes são colhidos manualmente. A ideia é garantir o aproveitamento máximo da safra.

 

Do cafezal, fomos para a casa da fazenda da anfitriã, onde havia uma linda mesa de café da tarde com degustação dos cafés illy.

Café na cafeteira italiana (moka), no Hario V60, na French Press e também o espresso na máquina, com as cápsulas exclusivas da marca, foram preparados e apresentados pelo Piero de Farias, barista da illy.

 

Confira o vídeo do passeio feito pela Litiene, do Cappuccino e Cia:

Visite uma fazenda de café em Itu, perto de São Paulo

Você quer conhecer uma fazenda de café? A Fazenda Santo Antônio da Bela Vista, em Itu, também no interior de São Paulo, recebe grupos de pessoas para o tour “Do cafezal ao cafezinho”. Para saber mais detalhes desse passeio, confira o texto no blog Cappuccino e Cia.

O caminho do café até a xícara é longo. Que bom que temos tanto empenho e dedicação de pessoas tão apaixonadas por cafezinho quanto nós, não é?

(*) Viajei a convite da illycaffè.

Gostou de saber como funciona uma fazenda de café? Conte nos comentários e compartilhe nas suas redes sociais usando a hashtag #UmCafezinhoPeloMundo.     

Fotos: Maurício/MP Produtora

Compartilhe com seus amigos:

Cafezinho em Campos do Jordão é grátis em julho

Vamos tomar um cafezinho em Campos do Jordão? O convite para aproveitar o clima serrano das montanhas paulistas combina mesmo com o aconchego de um café passado na hora. Aproveitando a temporada de inverno 2017 da cidade, a marca Melitta está montando um espaço exclusivo para receber o público, com degustação de cafés feitos na hora.

Cafezinho em Campos do Jordão ajuda a espantar o frio

O espaço funciona de 01 a 30 de julho, em um dos principais pontos do Centro Turístico de Campos do Jordão: na Avenida Doutor Vítor Godinho, nº 44.

Você vai gostar de ler:

Além de preparar o cafezinho e servir na hora, os baristas da equipe estão aptos para explicar as características do produto escolhido e vão dar várias dicas do método de preparo. Tudo com o intuito de proporcionar aos moradores e turistas da cidade uma experiência diferente com o café.

No cardápio, estarão disponíveis as seguintes opções:

Passado na hora – café puro;

Macchiato – café com cremosa espuma do leite;

Cappuccino – café polvilhado com cacau e leite cremoso;

Mocaccino – café, leite condensado, leite cremoso e chantilly.

Quem passar pelo local, pode ficar à vontade para escolher a quantidade e os sabores que quiser.

Leia também:

Espaço Melitta em Campos do Jordão 2017

Endereço: Avenida Doutor Vítor Godinho, nº 44 – Vila Capivari – Campos do Jordão/SP

Data: 01 a 30 de julho de 2017

Horário: 12h às 20h

Vamos tomar um cafezinho em Campos do Jordão e curtir o friozinho? Conte sua opinião nos comentários e compartilhe nas redes sociais, com a hashtag #UmCafezinhoPeloMundo. 

Foto: Divulgação

Compartilhe com seus amigos:

Café suspenso é tradição na Itália. Já ouviu falar?

A tradição do café suspenso tem origem na cidade de Nápoles, no Sul da Itália. Não se sabe exatamente como tudo começou, mas é certo que foi no período da Segunda Guerra Mundial. Em um tempo de tanta escassez, o café suspenso era – e ainda é – considerado um pequeno gesto de gentileza protagonizado pelo café: você paga o seu e deixa mais um pago para o próximo cliente que não tiver condições financeiras, tudo de forma anônima.

Você vai gostar de ler:

Café suspenso: de Nápoles para o mundo

A história do café suspenso começou em Nápoles e, aos poucos, foi se espalhando pelo resto da Itália e para outros países do mundo. Hoje, até mesmo cafeterias no Brasil praticam a ideia. Alguns lugares são mais organizados quanto a isso: ou fazem uma lista dos cafés suspensos e deixam no caixa para controle ou deixam um recipiente no balcão para que os recibos sejam depositados. Assim, quem não tem como pagar, entra, pega o recibo e toma o seu café. Claro, que depende muito da honestidade de quem atende, mas aí já é outra história.

Tomar café na Itália faz parte da cultura e é também um ato social. É um bom motivo para fazer aquela pausa no meio do dia, bater um papo e descansar a cabeça, além do que essa é uma boa maneira – e barata – de se fazer o bem sem olhar a quem. Afinal, todo mundo merece um cafezinho, né?

Experiência da Editora na Itália

Como surgiu no Sul da Itália, a prática do café suspenso é mais comum à medida que se chega mais perto de lá. Passei exatos 3 meses no Norte da Itália, para fazer o processo da minha cidadania italiana, e uma das tradições que eu mais queria ver de perto era essa.

Fiquei perto da cidade de Treviso, na região do Veneto. Foi lá na cidade de Istrana que encontrei essa plaquinha. Na legenda tem a tradução:

Essa foi a única cafeteria de todas que eu fui que encontrei um aviso sobre o café suspenso. Acho provável que tenha em muitas das que eu estive, mas não é tão explícito. Esse ano pretendo retornar à Itália e aí, sim, vou visitar todas as cafeterias que ficaram só na vontade.

Aqui no Brasil sei que isso acontece em alguns lugares porque já vi pela internet e pelas redes sociais, mas, de fato, nunca presenciei um estabelecimento que pratique o café suspenso por aqui. Quem conhecer algum bacana pode colocar nos comentário que eu vou amar saber.

De coração, torço para que essa iniciativa se espalhe. Acho lindo o poder transformador que o café pode oferecer para a sociedade.

Comece você a corrente do café suspenso

Deixo aqui uma sugestão para fazer na Itália, no Brasil ou onde você estiver: quando parar para tomar um cafezinho e puder, é claro, deixe mais um pago. Avise ao atendente para oferecer a quem não puder pagar. Comece a corrente. Quem sabe você não inspira mais alguém pelo caminho!

Leia também:

O que achou da tradição do café suspenso? Conte sua opinião nos comentários e compartilhe com seus amigos usando a hashtag #UmCafezinhoPeloMundo.  

Foto de destaque: Pixabay

Compartilhe com seus amigos:

Café Starbucks vai abrir megaloja em Chicago, nos EUA

Se você é apaixonado pelo café Starbucks, vai gostar dessa notícia. A maior rede de cafeterias do mundo anunciou na última quarta-feira, dia 26, que vai abrir uma megaloja, como essa da foto, na cidade de Chicago, nos Estados Unidos, em 2019.

Você vai gostar de ler:

O que vai ter de diferente na loja do Café Starbucks de Chicago?

Essa loja do café Starbucks vai estar na Michigan Avenue, uma das ruas comerciais mais conhecidas do mundo. Lá, os consumidores vão poder curtir o ambiente e acompanhar todo o processo de preparo do café, desde a torra até a embalagem, de forma interativa. Além disso, bebidas novas e exclusivas serão servidas por lá.

E mais: lá vai ser possível encontrar os cafés com lotes limitados, que são lançados pela marca de tempos em tempos, e também vai ter cardápio especial para almoço e jantar.

Serão 4 andares, totalizando 43 mil metros quadrados, totalmente dedicados a uma verdadeira experiência tanto com o café como com a marca. Ou seja, poderemos morar lá!

O Chicago Reserve® Roastery é a terceira loja do café Starbucks que segue esse conceito nos Estados Unidos. A primeira foi aberta em Seattle, em dezembro de 2014. Em Nova York, a previsão é de que seja aberta em 2018. Existem planos de abrir também em Xangai e Milão, no final de 2017, e em Tóquio, com previsão para 2018.

Leia também:

Tem notícia melhor para quem ama tomar #UmCafezinhoPeloMundo? O que achou da notícia do novo café Starbucks em Chicago? Conte para os seus amigos e compartilhe nas suas redes sociais. 

Foto: Divulgação/Starbucks

Compartilhe com seus amigos:

Nesta cafeteria em Kyoto você passa o dia com Pugs

Quem aí gosta de cachorro? Difícil encontrar quem não goste e quem não conheça essas carinhas mais fofinhas tão populares nas redes sociais. Tem uma cafeteria em Kyoto, no Japão, que, além de cafezinho, te oferece a oportunidade de passar um tempinho com pugs.

Leia também:

Pugs fazem sucesso em cafeteria em Kyoto

O nome da cafeteria é Dog Salon Living Room e é lá que estão 11 lindos Pugs para te fazer companhia durante o café. Um verdadeiro time de futebol pet que só tem amor para oferecer para quem passa por lá.

Quem quiser passar por essa experiência fofa maravilhosa, pode escolher entre duas opções: pagando R$ 14 (500 yen) uma pessoa pode pedir até uma bebida e ficar por lá até uma hora ou pagando R$ 28 (1000 yen) uma pessoa pode passar o dia todo curtindo os pets e tomando cafezinhos ilimitados. Já pensou que delícia?

O Dog Salon Living Room, cafeteria em Kyoto, funciona das 13h às 17h no horário local e é preciso fazer reserva com antecedência. O local é fechado às terças e quartas.

O endereço é Kyoto-fu, Kyoto-shi, Ukyo-ku, Saiinnakamizu-cho 18-4.

Para fazer reservas, o número de telefone é 075–874–7989.

Você vai gostar de ler:

Vamos tomar um cafezinho no Japão com essas fofuras?

O que achou dessa cafeteria em Kyoto? Coisa mais linda, né, gente? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais usando a hashtag #UmCafezinhoPeloMundo. Conhece mais alguma cafeteria com temática diferente pelo mundo? Conte aí nos comentários. 

Fotos: Reprodução/©RocketNews24

Compartilhe com seus amigos:

Café mais bonito do mundo fica em Budapeste, na Hungria

O New York Café abriu suas portas em 1894, em Budapeste, na Hungria. Em seleção feita pelo UCityGuides ele foi considerado o café mais bonito do mundo. É maravilhoso mesmo! Tão lindo que emociona. Logo que eu entrei, uma pequena orquestra tocava música clássica bem ao fundo, na parte superior. Assim que terminou, o pianista, que estava posicionado do outro lado do salão, começou o seu show. Teve, inclusive, “Garota de Ipanema”.

Não tem como não se emocionar, a sensação é de que se está voltando no tempo, entrando em um livro de história. Falando nisso, vou contar um pouco da história do lugar para vocês.

A história do café mais bonito do mundo

O New York fica no edifício Grand Boulevard, um dos mais lindos de Budapeste. Tudo começou no século XIX, mais precisamente em 1894, e era o ponto de encontro de intelectuais e artistas da época. A alta sociedade não era tão adepta ao local como era esperado porque não gostava das esculturas na parte externa, que lembram diabos. Isso, por sua vez, agradava aos artistas e intelectuais.

Você vai gostar:

Foto: Site Oficial/Reprodução

Os atendentes eram especialmente treinados para saber os hábitos e horários dos seus clientes, um diferencial considerável para a época. Com o passar do tempo e os períodos de guerra, o New York passou por períodos de pausa e trocas de gerência até que em fevereiro de 2001 o grupo italiano Boscolo comprou o prédio para instalar o Boscolo Hotel Budapest e, então, restaurar o café, preservando toda a história e o tanto que cultura que está guardada ali.

A decoração é repleta de mármore, veludo vermelho, ouro e bronze, além de abajures venezianos, que são verdadeiras obras de arte. O teto é um show à parte, com afrescos de Gusztáv Mannheimer e Ferenc Eisenhut, trazendo referências de meados dos anos 1800.

Foto: Site Oficial/Reprodução

Desde 2006, quando acabou a reforma, é possível parar para observar e saborear um cafezinho ou mesmo jantar. Para quem não quer ter surpresa na hora da conta, dá para consultar o cardápio e os preços em euros pelo site.  Uma verdadeira viagem à Belle Èpoque com cafés excelentes. Vale a visita!

New York Café – Budapeste

Erzsébet körút 9-11, Budapeste, Hungria.

Funciona de segunda a domingo, das 8h às 00h.

O que você achou do café mais bonito do mundo? Já passou por lá ou tem vontade de conhecer? Conte nos comentários ou compartilhe nas redes sociais usando a hashtag #UmCafezinhoPeloMundo. 

Foto de destaque: Site Oficial/Reprodução

Compartilhe com seus amigos:

Caffè Florian: parada obrigatória em Veneza

Tudo começou em dezembro de 1720 e segue operando maravilhosamente bem desde então. O Caffè Florian tem quase 300 anos, gente! Ele é o café mais antigo da Itália e tem esse nome em homenagem a Floriano Francesconi, o primeiro proprietário da casa.

A história do Caffè Florian

O Florian já foi cenário de mudanças econômicas e sociais importantes e no começo eram apenas 2 salas. O que vemos hoje é resultado da última restauração, começada por volta de 1858 e terminada em 2012, com 3 salas a mais. São 5 salas, todas com afrescos, sofás em veludo vermelho, detalhes em dourado e mármore.

Tem a Sala do Senado, a mais importante para os Venezianos, dada a sua importância histórica e artística. Em 1893, foi ali que nasceu a ideia Bienal de Veneza, que viria a sair do papel 2 anos depois; a Sala Chinesa, com obras de Antonio Pascutto; a Sala Oriental, com pinturas do veneziano Giacomo Casa, datadas da segunda metade do Século XIX; a Sala das Estações, toda em motivos florais, com a inspiração do famoso arquiteto italiano Ludovico Cadorin; e, por último, a Sala Liberdade, que é a menor de todas e também tem influência floral. Essa última tem espelhos pintados à mão e foi criada em 1920 para marcar o bicentenário do café e mais tarde foi usada para armazenamento. Em 1986, foi restaurada e voltou a funcionar.

Estar em uma das salas do Florian é como voltar no tempo! Goethe, Rousseau, Balzac, Marcel Proust e Modigliani são alguns exemplos de frequentadores do Caffè nesses quase 300 anos de vida, já que por algum tempo era a única cafeteria que permitia a entrada de mulheres.

Você vai gostar de ler:

O cardápio do Caffè Florian

Para comer, pedimos um Toast Florian (com presunto, queijo e um molho da casa delicioso), um Tiramisù (dos deuses!!!) e dois cafés, sendo o da esquerda o Caffè dell’Imperatore (café, licor de zabaione e creme de leite) e o Caffè del Doge (café, creme de gianduia da casa, creme de leite e avelã). Tem opções para todos os gostos e é difícil escolher! Dá uma olhadinha aqui no cardápio completo.

Não é barato, tá? (A conta da mesa abaixo ficou em torno de 50 euros). Mas, garanto que é uma experiência histórica e gastronômica que vale a pena!

Caffè Florian

Endereço: Piazza San Marco, 57, Veneza (Itália)

Aberto todos os dias. De segunda a quinta-feira, das 10h às 21h. Sextas e sábados, das 9h às 23h. Domingos, das 9h às 21h.

E-mail: servizi@caffeflorian.com

Tel.: +39 041 520 56 41

Gostou de conhecer um pouquinho mais sobre o Caffè Florian em Veneza? Deixe um comentário e compartilhe com seus amigos usando a hashtag #UmCafezinhoPeloMundo.

Foto de destaque: Pixabay

Compartilhe com seus amigos:

3 cafeterias de Praga que você tem que conhecer

Praga, na República Tcheca, é um lugar encantador. Antes de chegar lá, já havia pesquisado alguns lugares para tomar #UmCafezinho, mas, como tinha pouco tempo e ainda houve um atraso imprevisto na ida, acabei não conhecendo todos que gostaria dessa vez. As cafeterias de Praga têm um charme especial, a cidade respira arte e cultura. Não tem como não ser contagiado por esse espírito.

Posso dizer que é um dos meus lugares preferidos no mundo. Sabe quando você chega e, mesmo sem conhecer nada, parece que já esteve ali? Meu coração bateu forte por Praga e eu tenho certeza de que vou voltar lá em breve, então essa lista de 3 cafeterias que eu escolhi para dividir com vocês certamente vai aumentar.

Você pode gostar:

Cafeterias de Praga: 3 opções imperdíveis

1 . Casa Municipal

O espaço é maravilhoso, todo em estilo Art Nouveau, e foi construído no início do século XX, mais precisamente em 22 de novembro de 1912. O café da Casa Municipal é parada obrigatória para quem quer fazer bem aos próprios olhos, adoçar a vida, e, claro, tomar um bom café. O Kavárna Obecní dům, como é chamado, preserva alguns móveis de quando foi inaugurado e era frequentado pela elite e os artistas da vanguarda de Praga. Hoje, os turistas são maioria por lá. É realmente inspirador e o doce é um espetáculo. A espuma do cappuccino deixa um pouco a desejar, mas nada que ofusque a beleza do lugar! Ao entrar na Casa Municipal, acesse a porta à esquerda. A porta da direita é um restaurante francês, com decoração tão inspiradora quanto a do café, que abre todos os dias das 7h30 às 23h.

Endereço: Náměstí Republiky 5 – 5, Praça da República – Praga 1 – Cidade Velha. De metrô, desça na estação Náměstí Republiky, da linha amarela.

2 . No Stress

Quando vi o nome do lugar, imediatamente quis entrar para comer um docinho e tomar um cappuccino. Neste dia, o foco turístico eram as sinagogas históricas de Praga e esse café fica bem na frente da Sinagoga Espanhola. Para acompanhar o cappuccino (aqui a espuma é maravilhosa e o café é Illy <3), um macaron de chocolate, que também estava uma delícia. Tão bom, que enquanto meu celular carregava, eu refiz o pedido exatamente igual. Mais um cappuccino e mais um macaron.

Endereço: V Kolkovně 9, 110 00 Praga 1.

3 . Bistro de France

Essa é uma das cafeterias de Praga que eu achei muito boa e fica no bairro Mála Strana, pertinho do Muro de John Lennon, um dos pontos bacanas para se visitar por lá. O pedido foi o cappuccino (espuma ótima!) e uma torta de chocolate maravilhosa. Massa leve e fina e o recheio não é nada enjoativo, como imaginei quando vi. Patisserie francesa mesmo! Vale muito a parada! Só aceita pagamentos em coroas tchecas (cash!). No mesmo dia, dá para ir ao Kampa Park ver os bebês gigantes de Cerny. É pertinho e o parque é lindo!

Endereço: Maltézské náměstí 12, 118 00 Praga 1.

Tem mais alguma sugestão de cafeterias de Praga para contar pra gente? Compartilhe com seus amigos usando #UmCafezinhoPeloMundo ou deixe um comentário.

Foto do destaque: Pixabay

Compartilhe com seus amigos:

6 boas cafeterias em Barcelona, na Espanha

Vai visitar a Espanha e tem Barcelona no seu roteiro? Nada melhor do que garantir sua parada para bons cafés, já que cafeterias em Barcelona não faltam. Passei 10 dias por lá entre Natal e Ano Novo e separei os melhores lugares onde tomei #UmCafezinho para dividir com vocês. Fiquei hospedada no bairro de Grácia, um lugar super charmoso e cheio de lugares bacanas para comer e também tomar café, é claro, além de ter fácil acesso a todos os cantos da cidade.

6 opções de cafeterias em Barcelona

1 . Padaria Santa Clara

O primeiro é a Padaria Santa Clara, que serve pães especiais e Café Novell, um café delicioso de uma empresa que trabalha promovendo cafeicultura e consumo sustentáveis desde 1958. Muitas cafeterias e padarias na Espanha servem esse café e, desde 2011, ele também pode ser consumido em lugares como Reino Unido, Hong Kong, Estados Unidos e Itália. Fiquei viciada no croissant de Barcelona, vocês vão reparar pelas fotos. Santa Clara fica na Travessera de Grácia, 210, esquina com Carrer de Quevedo.

Você pode gostar:

2 . El Fornet

Esse é o cappuccino do El Fornet. Entrei aí porque fiquei encantada com a grandiosidade da decoração. Já tinha tomado muitos cafés, mas, sem pressa, resolvi me sentar para mais um cappuccino. É uma rede com mais de 30 endereços espalhados por Barcelona, com produtos de primeira linha e uma vitrine de pães e doces de cair o queixo. Dá uma olhadinha aqui @El_Fornet ou acesse o site e confira a lista de endereços. Vale a paradinha!

3 . Café Del Sol

Um dos pontos legais para se conhecer é a Praça do Sol, no bairro de Grácia. Fui em um final de tarde apenas para #UmCafezinho e me esquentar. O lugar escolhido foi o Café del Sol. A praça é cheia de mesinhas com aquecimento no inverno e é um point queridinho dos jovens durante o verão.

4 . 365 Café

Essa é, sem dúvida, uma das cafeterias em Barcelona que eu mais gostei. O 365 abriu em 1999 e é uma franquia com 7 endereços em Barcelona. Tudo é de excelente qualidade, tem Wi-Fi grátis e o croissant, os doces… Tudo é maravilhoso e o café é de procedência responsável! Estive lá quase todos os dias durante a minha estada em Barcelona. Um ambiente super aconchegante! Esse aí fica na Carrer de Córsega, 354. Pertinho do Passeig de Grácia, rua onde ficam a Casa Milá e a Casa Battló, as duas famosas casas de Gaudí.

5. Rodilla Café

Rodilla Café é uma rede que começou em 1939 e, a partir dos anos 90, virou franquia. Eles trabalham com cafés especiais e sanduíches com recheios de pasta de vários sabores. O cappuccino é delicioso. Provei também um dos sanduíches, recheado com pasta de queijo e nozes. O sanduíche é bom, mas eu trocaria por um croissant. Fica na Carrer de Córsega, 349.

6 . Café Adonis

O Café Adonis me chamou a atenção desde o primeiro dia. Ele abriu em 1940 e consegue preservar sua tradição e aconchego, embora seja um local moderno e agradável. Mais um lugar onde o croissant é maravilhoso e a espuma do cappuccino é perfeita! Se for passear do Passeig de Saint Juan (o que eu também recomendo), dê uma paradinha no Café Adonis. Endereço: Carrer de Bailèn, 188.

Todo mundo fala muito da rede Bracafé, que serve cafezinho do Brasil desde 1929. Eu provei em vários lugares também e é uma delícia. Tem desde franquias com esse nome até lugares com outro nome, que servem o produto. Andando por Barcelona, duvido que você não passe na frente de uma das lojas. Vale a pena provar!

Gostou de conhecer algumas alternativas de cafeterias em Barcelona, na Espanha? Conhece mais algum lugar bacana por lá para acrescentar à lista? Compartilhe nas redes sociais usando a #UmCafezinhoPeloMundo e deixe um comentário.

Foto do destaque: Pixabay

Compartilhe com seus amigos:

Foto do café da manhã pode render viagem de graça

Postar foto de café da manhã é uma verdadeira febre no Instagram. Se você já faz esses registros com frequência ou se gosta simplesmente de tirar fotos, pode ganhar uma viagem para tomar café da manhã em qualquer lugar do mundo, já pensou em fotografar o seu café diretamente de Paris, por exemplo? O destino fica por sua conta.

Tire foto do café da manhã e concorra a 3 viagens pelo mundo

Essa é a proposta da promoção #BomDiaComNutella, promovida pela marca até o dia 3 de dezembro de 2016. Para participar, você pode postar quantas fotos quiser no seu perfil no Instagram, usando a hashtag #BomDiaComNutella, sem esquecer, é claro, de colocar aquele potinho desse creme de avelã com cacau maravilhoso em algum cantinho da foto.

Promoção Bom Dia com Nutella
Concorra a 3 viagens para tomar café da manhã em qualquer lugar do mundo.

É importante que o perfil esteja com as configurações de privacidade desativadas, ou seja, abertos ao público. Para que suas fotos sejam classificadas, antes de mais nada, é preciso fazer o cadastro no site da promoção e também ler todas as regras no regulamento.

O sorteio das 3 pessoas ganhadoras é no dia 3 de dezembro mesmo, o último dia previsto pelo regulamento. Quanto mais foto de café da manhã você postar, mais chances de ganhar. Vai ficar fora dessa e perder a oportunidade de ter um final de ano com esse super presente?

Quem ganhar e tirar foto do café da manhã em Paris não se esqueça de marcar o @UmCafezinho ou usar #UmCafezinhoPeloMundo, hein? Vamos esperar. 

Gostou da dica? Compartilhe com seus amigos e deixe o seu comentário.

Foto do destaque: Pixabay

Compartilhe com seus amigos: