Tenho medo de coach

Antes de escrever “medo” no título desta crônica fui checar meu dicionário Aulete:

Medo: emoção que se sente diante de um perigo ou ameaça.

Você vai gostar de ler:

A colocação me pareceu correta, pois é realmente o que sinto quando vejo um coach por perto.

Não quero generalizar, mas tenho observado muita fluência para falar de quaisquer assuntos, passando por cima de profissionais especializados e experientes, dando a impressão de que resolvem qualquer problema, de todas as naturezas.

Quando publicamos a recente crônica “Não existe viagem perdida” em @umcafezinho, falamos sobre o hábito de ir em busca de novas cafeterias e uma leitora indagou: “Qual tipo de café vocês tomam?”.

Expliquei que era o pretinho básico – ou com leite, nada daqueles cafés cheios de “gororebas”, os que costumamos chamar de “não-cafés”.

Acontece que minha resposta não foi tão simples assim. Redigi um textão no bloco de notas e colei no comentário.

Depois fiquei com a consciência pesada, me sentindo meio coach.

Semana passada estava num restaurante com mesas muito próximas e sentou-se ao meu lado um sujeito que deixou a vida convencional e virou coach.

Eu só o cumprimentei e não olhei mais pra ele. Depois, fazendo uma analogia com outras situações de relutância social minha, matei a charada:

Há um ano, perdi uma votação caseira sobre a adoção de um pet. Como tive bronquite na infância, não podia ter bicho, nem tapete, nem cortina lá em casa.

Está escrito na cartilha que guardo até hoje. Então, partimos para resgatar uma felina cinza do OLX, a Berenice.

Desde o dia que ela chegou lá em casa, não consigo fazer nada sozinho. Nem tomar banho.

Não pude mais comprar minhas – preferidas – camisas pretas. Dizem que a gatinha me escolheu.

Imagine se me acontece o mesmo convivendo com um (uma) coach. Depois de fazer a primeira consulta não conseguir fazer mais nada sozinho?

Precisando de alguém para me ajudar a resolver um problema que eu nunca – nem – tive.

Marcelo Lamas é cronista. Autor de “Indesmentíveis”.

@marcelolamasbr

marcelolamasbr@gmail.com

Compartilhe com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *