Um ano, @Umcafezinho

Há um ano ocupo este espaço no @UmCafezinho. Quando me propus a ingressar no projeto, sugeri à Fernanda – idealizadora e editora – que a coluna se chamasse “Papo no cafezinho”, o que não seria uma simples alusão ao site, mas a situação propriamente dita, aquela quotidiana, da conversa enquanto degustamos um café.

Você vai gostar de ler:

Depois de publicar as primeiras crônicas em @UmCafezinho, percebi que estava conectando minhas vivências ao universo inesgotável do café, relacionando minhas experiências à bebida dos brasileiros e nesses papos falamos que o café pode ser com açúcar, melhor se este açúcar for um quindim ou qualquer outro docinho para acompanhar – exceto aquele chocolatinho mentolado para disfarçar o café de má qualidade. Também falamos que o café pode não ser recomendado pelo seu médico e que, por sorte, há vários outros “doutores” por aí. E dissemos que o café corporativo pode ser bom, mas geralmente é ruim, entre muitas outras considerações.

É um excelente desafio encarar uma página em branco quinzenalmente buscando levar ao leitor alguns minutos de distração do seu mundo e – paradoxalmente – de concentração naquela historinha, contando sempre com a ajuda de uma pequena dose de cafeína.

Ao longo de mais de duas décadas colaborando com jornais, revistas e sites, houve várias mudanças na minha forma de pensar e de escrever, mas uma coisa não mudou: ao lado, sempre houve uma xícara de café.

Obrigado a todos pela companhia e um brinde, advinhe com o quê?

Leia também:

 

Marcelo Lamas é cronista e conta com uma “personal café”, a coffee lover Ingrid, que o acompanha nas incursões pelo mundo da bebida e é a primeira revisora dos textos aqui publicados.
@marcelolamasbr
marcelolamasbr@gmail.com

Photo by rawpixel on Unsplash

Compartilhe com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *